Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



sábado, 12 de setembro de 2015

Feliz Por Nada-

                                                                           


Sinopse: “Dentro de um abraço é sempre quente, é sempre seguro. Dentro de um abraço não se ouve o tic-tac dos relógios e, se faltar luz, tanto melhor. Tudo o que você pensa e sofre, dentro de um abraço se dissolve.” É com a força transformadora de um abraço que Martha Medeiros abre este novo livro de crônicas e é com a mesma singeleza e olhar arguto para o cotidiano que a escritora ilumina algumas das questões mais urgentes do século XXI. A romancista, cronista e poeta, que já teve obras adaptadas para o cinema, para a tevê e para o teatro, fala aos leitores com a sinceridade de um amigo e materializa as angústias e os anseios da sociedade pós-tudo, que vive acuada sob o grande limitador do tempo. Nesta coletânea de mais de oitenta crônicas, Martha Medeiros aborda temas muito diversos e ao mesmo tempo muito próximos do leitor. A autora tem o dom para aproximar assuntos por vezes fugidios – como é próprio do cotidiano – de questões universais, como o amor, a família e a amizade, e criar lugares de reconhecimento para o leitor, como ao falar de Deus, dos romances antigos e novos, da mulher, de escritores e cineastas que são imortais, de se perder e se reencontrar, do que a vida oferece e muitas vezes se deixa passar.
“Feliz por nada”, afirma Martha Medeiros, é fazer a opção por uma vida conscientemente vivida, mais leve, mas nem por isso menos visceral.

                                                                                



É complicado resenhar um livro já que os textos viajam por temas diversos. Alguns a gente “garra de amor” outros definitivamente não.
Talvez o ideal fosse eleger um autor que nos encanta com sua escrita e escolher um livro de crônicas dele para experimentarmos.
Então tudo o que vc precisa saber para ler crônicas é se gosta ou não do autor.
Alguns cronistas que eu adooooooro conheci nas colunas de alguns jornais. É aí que criamos uma identificação  com a narrativa do autor.
Martha Medeiros é autora de Divã, que virou filme, peça de teatro e série de TV.
Em uma coletânea de crônicas escritas de 2008 a 2011, em suas colunas nos jornais Zero Hora e O Globo, a autora desenvolve assuntos cotidianos com uma pitada gostosa de reflexão.
Na crônica que dá o nome ao livro, ela afirma: “Geralmente, quando uma pessoa exclama Estou tão feliz!, é porque engatou um novo amor, conseguiu uma promoção, ganhou uma bolsa de estudos, perdeu os quilos que precisava ou algo do tipo. Há sempre um porquê. Eu costumo torcer para que essa felicidade dure um bom tempo, mas sei que as novidades envelhecem e que não é seguro se sentir feliz apenas por atingimento de metas. Muito melhor é ser feliz por nada”.

Martha envolve e encanta o leitor a cada crônica, a cada título curioso ou não óbvio.
A cada reflexão que ela estabelece, pelo realismo, nos reconhecemos um pouco em suas palavras.  As experiências únicas, são ao mesmo tempo comuns a todos nós, tornando a leitura prazerosa do início ao fim. 
Uma das minhas favoritas? “A melhor coisa que não me aconteceu”.

                                                                                

 Leitura recomendada, de fácil compreensão, fluída, encantadora, mágica e leve.
Bem no estilo Martha Medeiros de escrever.
Vamos ser felizes por nada?


Abraços Literários e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário