Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Leitura Caliente-


                                                                                  


Nada de bruxos ou vampiros. Os livros que vêm ganhando uma legião  de fãs nos Estados Unidos são carregados de páginas calientes e eróticas, com direito a muitas cenas de sexo ousadas e descritivas.
E antes de tachar de pervertidos os amantes da trilogia Cinqüenta tons de cinza, Cinqüenta tons mais escuros e Cinqüenta tons de liberdade, saibam que as obras estão sendo lidas até pelas mais conservadoras e já vêm sendo chamada de “pornô para mamães”.
O novo sucesso das livrarias, escrito por E.L.James, conta a relação apimentada de Anastásia Steele, uma jovem  recém-saída da universidade, com Christian Grey, um empresário bilionário, obcecado por poder. (Do nome de Grey  se originou o trocadilho com a cor cinza).
Entre quatro paredes, Christian impõe à garota exigências sexuais excêntricas e sadomasoquistas, a começar por um contrato assinado que dá a ele o controle completo da vida da jovem, desafiando os limites e preconceitos de Anastásia.
Cinqüenta tons mais escuros é mais do mesmo no sentido literal. Mantém os mesmos artifícios literários e a escrita fluente do primeiro.
Na trama, Ana Steele termina seu relacionamento com Christian Grey para ir trabalhar em uma editora de livros de Seattle. Mas logo ele lhe oferece um novo acordo, e a situação foge de seu controle novamente. Para piorar, Ana tem de enfrentar a inveja das mulheres que a precederam nos lençóis de Grey.
O estilo lembra os folhetins de antigamente, que eram publicados nos jornais: quanto mais VC lê, mais difícil fica deixar o livro de lado. Mas a trama se aproxima dos Best-Sellers de hoje em dia na medida em que se contenta com a superficialidade de meramente entreter
A editora Intrínseca, que detém os direitos da trilogia no Brasil, define a obra: Nos três livros da série, a autora constrói uma narrativa libertadora e viciante, que domina a atenção do leitor até a última linha, uma viagem surpreendente.
Sucesso de vendas, Cinqüenta tons de cinza teve 10 milhões de cópias comercializadas em seis semanas, sendo que os direitos da publicação já foram adquiridos  por 37 países em leilões disputadíssimos.
Percorrendo o mesmo caminho dos últimos Best-Sellers, a trilogia logo chegará ao cinema. A Focus Features, da Universal Pictures, arrematou o direito de filmá-la.


Aparentemente transgressivo, na verdade, parece pasteurizar a transgressão, colocando-a ao alcance de quem não quer transgredir paradoxalmente. Talvez já seja um começo.
VCS leram ???
O que acharam  ???
Há quem dia que a atriz cotada para o papel seria Emma Watson, a bruxinha Hermione de Harry Potter, será que combina ????

Até a próxima.
Abraços literários.


sábado, 17 de novembro de 2012

100 anos de Nelson Rodrigues-


                                                                               


Literatura em uma cidade histórica e um mar de águas mornas.

Para quem gosta de viajar no mundo dos livros, a cidade pernambucana de Olinda abriu na última quinta-feira 15/11/12 e sedia até domingo dia 18, a 8ª edição da Feira Literária Internacional de Pernambuco (Fliporto).
Com ingressos no valor de R$ 10, o evento prestará homenagem ao escritor e dramaturgo Nelson Rodrigues. Entre os destaques da programação estão o Cine Fliporto – com exibição de filmes baseados na obra de Nelson Rodrigues – e o Congresso Literário com participação  de nomes consagrados das artes como o do escritor Ariano Suassuna.

Em 23 de agosto de 2012, se vivo fosse, o escritor, jornalista e dramaturgo Nelson Rodrigues, comemoraria 100 anos de idade.
Criou frases imortais como "o dinheiro compra até o amor verdadeiro", "se todos conhecessem a intimidade sexual uns dos outros, ninguém cumprimentaria ninguém",  "toda unanimidade é burra", "só o inimigo não trai nunca" e "Deus está nas coincidências".
Estreou a primeira de suas peças, A mulher sem pecado (1942), escrita no ano anterior, e alcançou fama (1943) com a montagem de Vestido de noiva, por Zbigniew Ziembinski, quando passou a ser considerado pela crítica o fundador do moderno teatro brasileiro.
Outras de suas peças foram: Álbum de família (1946), Anjo negro (1947), Senhora dos afogados (1947), Dorotéia (1949), Valsa nº 6 (1951), A falecida (1953), Perdoa-me por me traíres (1957), Viúva, porém honesta (1957), Os sete gatinhos (1958), Boca de ouro (1959), Beijo no asfalto (1960), Bonitinha, mas ordinária (1962), Toda nudez será castigada (1965), Anti-Nelson Rodrigues (1973) e A serpente (1978), muitas delas transformadas em películas cinematográficas e especiais para a televisão.
Além da obra para teatro, escreveu nove romances, entre eles Meu destino é pecar (1944) e O casamento (1966), a maioria com o pseudônimo de Suzana Flag.
Infatigável, manteve em Última Hora uma coluna diária, A vida como ela é....
Torcedor apaixonado pelo Fluminense escreveu também crônicas sobre futebol até sua morte no Rio de Janeiro, onde criou o personagem Sobrenatural de Almeida, para justificar lances e acontecimentos inexplicáveis.
Por mais "óbvio ululante" (outra criação dele), que seja dizer isso, o grande observador do cotidiano brasileiro do século XX continua atual e polêmico como sempre foi.


Qual a sua obra preferida de Nelson Rodrigues ???????.
Cinema, teatro ou adaptação para TV ?????
Rodrigueanos de carteirinha deixem seu comentário aqui!


Abraços literários.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Cappuccino cremoso caseiro-

                                                                               


Os últimos dias têm sido bem frios.
Nem parece que já estamos em plena  primavera ...
Nesses dias, nada como um bom livro e um cobertor  quente.
E para acompanhar essa leitura, convidamos VCS para degustar um delicioso cappuccino caseiro!
Quem é que não gosta de tomar uma xícara de cappuccino, comendo uns biscoitinhos ou saboreando um pãozinho de queijo estalando de quentinho ???
O Cappuccino é  uma  bebida saborosa  e fácil  de fazer. Por isso não se preocupe, em casa e com alguns poucos ingredientes você poderá preparar um delicioso e cremoso cappuccino caseiro.
E não pense que esta é uma tarefa para quem  domina as técnicas da culinária, porque a receita  a seguir é muito fácil e rápida.
Dp é só escrever contando se fizeram, se gostaram e qual livro leram, combinado ???????


Cappuccino Caseiro

Ingredientes:

1 lata de leite em pó instantâneo
1/2 lata de achocolatado,  se preferir pode ser ligth
100 gramas de café solúvel
1 xícara de açúcar, pode substituir pelo açúcar light ou adoçante em pó
1 colher de sopa  de bicarbonato de sódio (sua  função é fazer com que o
   cappuccino fique com bastante espuma)
Canela a gosto (se VC gosta desse sabor mais acentuado use cerca de 1 colher de sopa)


Preparo:

Primeiro bata o café solúvel no liquidificador até virar pó e depois o despeje em um recipiente limpo. Peneire posteriormente cada um dos outros ingrediente neste mesmo recipiente onde foi colocado o café. Misture e guarde em um vidro bem fechado. Para 150 ml de água  bem quente, acrescente 2 colheres de  sopa  dessa mistura para cappuccino. Se você desejar que sua receita fique ainda mais cremosa, ao invés de 150ml de água quente, utilize 150ml de leite quente.


Boa degustação.
Abraços literários e até a próxima.




sábado, 10 de novembro de 2012

Os livros mais lidos pelos brasileiros-


                                                                                                                                

A Bíblia continua sendo o livro mais lido pelos brasileiros – ganha dos livros didáticos e dos romances. Foi o que apontou pesquisa divulgada  pelo Instituto Pró-Livro sobre os hábitos de leitura da população.
Ao questionar os cerca de 5 mil participantes sobre os gêneros que costumam ler, a Bíblia foi citada por 42% e manteve-se no primeiro lugar da lista, mesma posição ocupada na edição anterior da pesquisa, em 2007. Os livros didáticos foram citados por 32%, os romances por 31%, os livros religiosos por 30% e os contos por 23%. Cada entrevistado selecionou em média três gêneros.
Os títulos religiosos ganharam espaço na estante dos brasileiros. Na lista dos 25 livros mais marcantes indicados pelos entrevistados, o livro Ágape, do padre Marcelo Rossi, aparece em terceiro lugar na lista. Perde apenas para a própria Bíblia e para A Cabana, do canadense William Young.
Os livros religiosos podem ser uma porta de entrada para a literatura, especialmente para uma parte da população que não tem o hábito de ler. Há uma atitude de leitura. Depois ele pode abrir seus gostos para outros tipos de literatura, os clássicos, o entretenimento. É muito significativa essa atitude leitora, a pessoa se decidir uma atividade introspectiva.
Em seguida na lista das obras mais marcantes aparecem O Sítio do Picapau Amarelo, O Pequeno Príncipe, Dom Casmurro e as coleções Crepúsculo e Harry Potter.
Em 9º lugar fica Violetas na Janela, um romance de cunho espírita. E fechando o top 10, A Moreninha.
Mesmo depois de mais de 60 anos da sua morte, Monteiro Lobato continua no imaginário da população. O escritor paulista permaneceu no topo da lista dos autores brasileiros mais admirados. Há muitos escritores que são conhecidos, mas na verdade não são lidos. Dá até para dizer que existem duas leituras de Monteiro Lobato: a primeira é aquela que a gente faz do imaginário coletivo, todos ouviram falar de Reinações de Narizinho.
Na sequência aparecem Machado de Assis, Paulo Coelho, Ariano Suassuna e outros autores de best sellers recentes como o pastor Silas Malafaia e o padre Marcelo Rossi.


VC  leitor(a), qual seu livro preferido ????
Qual é o seu livro de cabeceira ?????
Qual livro VC recomenda aqui no blog ????


Esperamos VCS para um delicioso café na rede!

Abraços literários

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

O centenário de Jorge Amado-


                                                                                


O baiano Jorge Amado completaria 100 anos em 10 de agosto.
 Com livros traduzidos em 48 idiomas e dialetos, o escritor é um dos maiores expoentes da literatura brasileira contemporânea e suas obras refletem a realidade dos temas, paisagens, dramas humanos, seca  e migração.   
A Bahia e o sincretismo religioso, no qual catolicismo e candomblé convivem em harmonia, são contextos frequentemente retratados ao longo de suas obras. A valorização da religião africana também ocorreu quando Jorge Amado foi deputado federal pelo PC e criou a Lei da Liberdade Religiosa e de Culto - em vigor até hoje e que assegura o direito de exercer rituais de fé.
Apesar da grande lista de personagens famosos, normalmente os perfis não têm grande densidade psicológica, sendo um tanto quanto esquemáticos, seguindo os arquétipos: a beata, o pai de família, o homem fogoso e infiel, o coronel malvado e intransigente, o defensor dos pobres e injustiçados e a mulher sensual.
Sucessos como Gabriela, cravo e canela, Tieta do Agreste, Dona Flor e seus Dois Maridos, Tenda dos Milagres,  Capitães de Areia, O País do Carnaval, Terras do Sem fim, A morte de Quincas Berro d’Água, Seara Vermelha, Mar Morto, São Jorge dos Ilhéus, ABC de Castro Alves, Bahia de Todos os Santos, Teresa Batista cansada de guerra e A estrada do mar  entre outros  asseguraram a fama do autor que, entre os dias 17 de abril e 22 de julho deste ano, foi homenageado na exposição "Jorge Amado e Universal", no Museu da Língua Portuguesa de São Paulo, trabalho que estreou no Museu de Arte Moderna da Bahia, em Salvador, no dia de seu centenário.



Quais livros de Jorge Amado VC leu ????
Quais são seus personagens inesquecíveis ????

Conta pra nós!
Vem tomar um café  e balançar na rede.

Abraços literários.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Com que livro eu vou ??????


                                                                                 


Assim como existe o corte ideal de cabelo ou a roupa perfeita, há os livros sob medida para cada um de nós – aquela combinação de temas e autores capaz de fazer bem, de um jeito muito particular, à nossa alma. Para encontrar tanto o visual quanto a biblioteca dos sonhos, só com o tempo, tentativa e erro, conhecimento e autoconhecimento. Ninguém nasce estiloso ou se torna expert em qualquer assunto da noite para o dia. De igual forma, é impossível ter intimidade imediata com os grandes romancistas, os pensadores contemporâneos e modernos, os biógrafos e poetas mais ousados.
O bom gosto requer treino.
E esse treino pode ser dos mais deliciosos.
Talvez fique meio difícil acreditar no prazer dessa busca. Nos tempos de colégio, surge uma espécie de bloqueio por causa das leituras obrigatórias daqueles clássicos que parecem à primeira vista, um tantinho arrastadas.
Insista!
A boa literatura mexe com tudo. Acalma e perturba. É um presente seu para VC mesma, assim como a roupa bonita ou a degustação de um delicioso prato.
Segundo Franz Kafka, “um livro deve ser o machado que quebra o mar gelado em nós.” E, se os títulos que caíram em suas mãos ainda não provocaram uma ruptura, tente outro “Machado”. E outros Sabino, Stendhal, Sartre, Pessoa, Drummond ...


E VC com qual livro vai ??????

Abraços literários.


quinta-feira, 1 de novembro de 2012

A despedida do Jornal da Tarde-


                                                                               


Última edição do jornal fez uma homenagem à cidade de São Paulo e relembra os principais momentos dos 46 anos de história da publicação
“Obrigado, São Paulo”. Com essa frase, o Jornal da Tarde se despediu dos leitores na última edição dos seus 46 anos de história. Uma foto tirada do terraço do edifício Itália, um dos cartões-postais da cidade, ilustra a capa da edição do dia 31 de outubro.
Quase sem palavras. Assim, com um agradecimento aos leitores na sua primeira página, o Jornal da Tarde chegou ao fim, com a última capa de sua história. A imagem mostra uma São Paulo noturna, com luzes prestes a se apagar.
No editorial de despedida, chamado “Missão cumprida”,  a direção do grupo Estado reconheceu que o motivo do fechamento é a migração do papel para o online. “No mundo todo, a competição das novas mídias digitais tem afetado os jornais impressos.
 A despedida do Jornal da Tarde ganhou quatro páginas na edição, além do editorial, que ressalta que o “Jornal da Tarde sai de cena para entrar na história do jornalismo brasileiro”, fazendo também uma análise do papel da imprensa na construção de uma sociedade mais crítica e independente. O editorial termina com a mensagem “O JT faz parte desta obra ao abrir novos caminhos. Cabe-nos continuar a percorrê-los”.
Em duas páginas duplas, o jornal resgata algumas das capas mais importantes de sua história – um dos principais marcos do Jornal da Tarde, que foi planejado com uma concepção mais visual, valorizando sempre as imagens como principal meio de divulgação de notícias – e  também lista os 23 prêmios Esso conquistados desde 1966.  

Não resta dúvida de que o JT foi um jornal revolucionário. Imprimiu um novo ritmo na forma de fazer notícia. Inovou nos textos, nas imagens, no design gráfico de suas páginas, nas capas que fizeram história no jornalismo e na lembrança de seus leitores.
Cumpriu seu papel como fonte de informação, gerando conteúdo útil e relevante; como formador de opinião e como prestação de serviço para a sociedade de forma brilhante.
Para nós será sempre fonte de inspiração na forma de se comunicar.

Nossas últimas palavras para um jornal que mudou a história do jornalismo e que fez parte de nossas vidas, presente em muitas de nossas tardes.
“Obrigado, JT”

Abraços literários.