Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Dia Nacional do Livro-




                                                                                  


Hoje comemoramos o dia nacional do livro. Essa data é comemorada em 29 de outubro, pois foi  nesse dia, em 1810, que a Real Biblioteca Portuguesa foi transferida para o Brasil, quando então foi fundada a Biblioteca Nacional.
O Brasil passou a editar livros a partir de 1808 quando D. João VI  fundou a Imprensa Régia e o primeiro livro editado foi “Marília de Dirceu”, de Tomás Antônio Gonzaga.

Você sabia que na Idade Média os livros eram feitos a mão e produzidos por monges que usavam tinta e bico de pena para escrever os textos? Um livro pequeno levava meses para ficar pronto. Imaginem  se não tivéssemos todos os recursos avançados que temos hoje para produzir os livros? Com toda a tecnologia que temos hoje, por maiores que sejam eles, ficam prontos rapidamente. O livro é um meio muito importante para adquirir conhecimento, e contribuir com o desenvolvimento da nossa linguagem e escrita. Além de ser muito gostoso ler! Hoje temos livros de todos os temas, assuntos, histórias, e para todas as idades.


Escolha o seu preferido e comemore esta data, lendo um bom livro!

Boa leitura e abraços literários.




domingo, 21 de outubro de 2012

Os escritores brasileiros mais admirados-


                                                                                   

Os mais lidos-

O hábito de ler um bom livro é algo que consegue, ao mesmo tempo, proporcionar enorme prazer e também aprendizado. Os brasileiros responderam à pesquisa “Retratos da leitura no Brasil”, feita pelo IBOPE a pedido do Instituto Pró-Livro, listando os nomes dos 25 autores que mais admiram. Na lista, estão escritores nacionais de estilos e épocas diferentes.
 Fazendo jus à rica literatura brasileira, o Top 5 incluiu grandes nomes como Monteiro Lobato, Machado de Assis, Paulo Coelho, Jorge Amado e Carlos Drummond de Andrade.

Confira a lista e dê sua opinião a respeito.

1º)  Monteiro Lobato
2º)  Machado de Assis
3º)  Paulo Coelho
4º)  Jorge Amado
5º)  Carlos Drummond de Andrade
6º)  Maurício de Souza
7º)  José de Alencar
8º)  Vinícius de Moraes
9º)  Zíbia Gasparetto
10º)  Augusto Cury
11º) Érico Veríssimo
12º) Cecília Meireles
13º) Chico Xavier
14º) Padre Marcelo Rossi
15º) Ziraldo
16º) Manuel Bandeira
17º) Paulo Freire
18º) Fernando Pessoa
19º) Clarice Lispector
20º) Ariano Suassuna
21º) Graciliano Ramos
22º) Mário de Andrade
23º) Mário Quintana
24º) Silas Malafaia
25º) Pedro Bandeira



VC  leitor, qual seria a sua lista ???
Conta para nós, quais são os escritores que VC mais admira ???  
Quais obras desses escritores VC recomenda ????

Beijos literários e até a próxima.


quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Bibliotecas da era digital-


                                                                                   



“Bendito seja aquele que semeia livros e faz o povo pensar”, frase de Castro Alves retrata a importância da leitura e dos livros na nossa sociedade. Embora dita no século passado, ela é bem contemporânea.  Quando pensamos em livros e sistema público, a velha e boa biblioteca de bairro surge para suprir a carência literária. Hoje, a biblioteca não é só mais aquele local silencioso, onde se falava baixinho e se retirava e devolvia livros emprestados. Ela passou por transformações onde os serviços foram digitalizados e a partir disso, conta com outras atividades que fomentam a leitura e a cultura do cidadão, tornando-se um local de intervenção, troca de idéias, espaço multimídia com inclusão digital e em constante movimento.
Os acervos são compostos por obras, incluindo livros em braile, revistas, jornais,  quadrinhos, inclusive em mangá, e áudio-livro. Além disso, há atividades como contação de histórias e a mediação que estimula o gosto pela leitura.
Agora todas as bibliotecas municipais estão interconectadas em rede e um cadastro de usuário vale para todas as unidades. Com a informatização é possível saber se o livro desejado está disponível naquele local, se foi emprestado, ou em qual biblioteca ele se encontra. Isso pode ser acessado de qualquer local através do site:  www.bibliotecas.sp.gov.br

O que pouca gente sabe é que algumas bibliotecas oferecem gratuitamente cursos de informática, inclusive para a terceira idade. Os usuários podem usar a biblioteca para acessar a internet, imprimir até duas páginas, e ainda fazer cursos de informática, com certificado, tudo de graça.

E que tal um sarau literário que consegue reunir cerca de 90 pessoas numa noite ??????
Todas as terceiras quintas-feiras do mês, a Brito Broca, em Pirituba, realiza o evento com moradores do bairro, alunos de escolas públicas que vão chegando e declamando poesias, cantam e fazem pequenas performances. O sucesso é tanto, que a Secretaria Municipal de Cultura aguarda projeto para a realização de uma casa de cultura na região, que poderá ser instituída no local. Para o local está previsto espaço para oficinas, telecentro, e auditório para cerca de 100 pessoas.

A Biblioteca Mario Schemberg, na Lapa, mudou o seu foco em 2008 e desde então se transformou numa biblioteca com temática científica, abrigando espaço de pesquisa na área da ciência.  Com acervo de 65 mil livros, sendo 700 títulos em Braile, o espaço também organiza encontros com o escritor, shows de ciência, peças infantis, além do projeto Celig voltado ao público deficiente auditivo, onde por meio de uma webcan um interprete conversa com o usuário e identifica o que ele deseja.

As bibliotecas mudaram bastante, não são mais aquelas de algumas décadas atrás. Hoje seu papel é fazer a ponte entre autores, leitores, boa literatura e público de uma forma dinâmica, embora falte mais divulgação de suas atividades na mídia.
A tecnologia de informação ajudou a integrar e digitalizar acervos e cadastros, e por conta dessas mudanças, se por um lado se fala que o livro impresso tende a desaparecer, por outro há os que defendem a sua existência do jeito tradicional. Para alguns ir na biblioteca é ir de encontro a um local mais tranqüilo.  Para outros é  um pouco cansativo ler no computador. E ainda existe a possibilidade de imprimir o que se deseja ler, quando há a preferência por algo mais “palpável”.

E VCS o que acham ??
Preferem e-books ou livros tradicionais ???
Freqüentam as bibliotecas de seus bairros ?
Ou preferem baixar obras da internet ???
Já participaram de alguma atividade lúdica na biblioteca ?? 
Escrevam contando, deixem seus comentários, vamos fazer deste espaço um cantinho para interagir!



Até a próxima e abraços literários.



quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Pocket Books: Para levar no bolso-


                                                                                



Conhecidos como “pockets”, os livros de bolso estão entre os mais vendidos e são opções sempre práticas e econômicas.

Dizem que os livros vão acabar. Que os eBooks tomarão o lugar das páginas impressas, assim como os aplicativos de leitura dos smartphones. Nós mantemos a opinião de que o livro, feito de papel mesmo é uma das invenções mais incríveis que já existiram e dificilmente será deixado de lado.
É só pensar que, para ler um livro, VC não precisa de acesso á internet, de energia elétrica, de um aparelho celular ou de um computador compatível com essa tecnologia. Se derrubar um pouco de café em cima, tudo bem, não vai pifar, só ficar manchadinho. A capa pode até cair, mas a gente cola de novo. para ficar sentindo o cheirinho de livro novo e até para abraçá-lo no fim.
Mas entendo que não é para todos os lugares que dá para carregar debaixo do braço a saga do “Senhor dos Anéis” ou os livros com mais de 500 páginas ...
Esse deve ser o motivo do sucesso dos “pocket books”, os famosos livros de bolso, que ressurgiram e têm aparecido com freqüência nas listas dos mais vendidos. Os best-sellers de Nicholas Sparks (de “Meu Querido John”, “Um Homem de Sorte”, “Um Amor para Recordar”, “ Diário de uma Paixão” e “A Última Música”) estão entre os mais procurados e saem por cerca de  R$ 20,00 cada um.
Como é possível notar, o formato compacto dos pockets  acaba permitindo edições mais econômicas e bem mais leves também.
O problema é que, paradoxalmente, nem sempre esses livros cabem no bolso, literalmente falando. Mas, com certeza, são mais fáceis de colocar na bolsa ou na pasta e carregar por aí. E eles não quebram quando caem no chão (mais uma vantagem em comparação aos eBooks).


Escrevam para a gente contando.
Qual a sua opinião a respeito ??????
Quais os livros pockets da sua coleção ????????


 Abraços literários.