Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



sábado, 30 de julho de 2016

Caneca Literária #35: A Caderneta Vermelha-

                                                                               
   

A Caneca Literária de hoje é para VCS que assim como nós amam fazer anotações em cadernetas, romances ambientados em Paris, livros, livreiros, cafeterias e cafés!

                                                                                 


A Caderneta Vermelha
Antoine Laurain

Sinopse: “Caminhando pelas ruas de Paris em uma manhã tranquila, o livreiro Laurent encontra uma bolsa feminina abandonada. Não há nada em seu interior que indique a quem ela pertence – nenhum documento, endereço, celular ou informações de contato. A bolsa contém, no entanto, uma série de outros objetos. Entre eles, uma curiosa caderneta vermelha repleta de anotações, ideias e pensamentos que revelam a Laurent uma pessoa que ele certamente adoraria conhecer. Decidido a encontrar a dona da bolsa, mas tendo à sua disposição pouquíssimas pistas que possam ajudá-lo, se vê diante de um dilema: como encontrar uma mulher, cujo nome ele desconhece, em uma cidade de milhões de habitantes?”



A Caderneta Vermelha é daqueles livros que encantam a primeira vista, literalmente falando, pela sinopse, e também pela embalagem, sim a capa é linda <3
A narrativa se inicia devagarinho e vem ganhando espaço, o leitor vira as páginas umas após as outras, e de uma sentada vc é fisgado pelo diferencial de uma história singela mas cativante.
Nós conhecemos Laurente, um livreiro parisiense, que mora no segundo andar do local em que trabalha e que um dia, no caminho da cafeteria L’Esperance, onde toma seu café da manhã diariamente,  se depara com uma bolsa nova num cesto de lixo.
Sem nada que possa identificar a quem pertence, apesar de repleta de objetos pessoais, ele se encanta com as anotações em uma caderneta vermelha.
E decidido a encontrá-la, mesmo sem nenhuma pista, ele acaba por mudar sua vida em uma aventura completamente fora de seu padrão de comportamento.
Assim o destino de ambos está traçado, entrelaçado e, suas vidas cruzadas, num enredo onde tudo tem sua razão de ser e nada acontece por acaso.
O mote é simples, nem mesmo é original, mas o autor soube muito bem ousar para apresentar uma história que não é um romance qualquer.
Em uma narrativa descritiva, na medida exata, nos apresentando um pouco da atmosfera parisiense, sem ser didática, de maneira agradável, inteligente, adorável, divertido e sensível.
É adorável “ver” Laurent buscando pelas ruas de Paris, não a cidade luz dos pontos turísticos, mas a Paris dos parisienses, com seus encantos e doçuras que só se revelam aos locais.
Os protagonistas são bem construídos, há uma identificação imediata com ambos já que são pessoas “reais” como qualquer um de nós, adultos com questionamentos próprios de sua idade e isso é um ponto altamente positivo do livro, não há um “amadurecimento” no decorrer da trama, o livro já é redondinho e o encontro é feito de maneira natural em um universo literário onde duas pessoas querem se encontrar e não poupam esforços para realizar o feito.
O instigante dos pequenos detalhes que fazem a diferença.
A história tem várias referências literárias de obras e escritores, que o autor, insere na narrativa de maneira inteligente aproveitando a deixa de que o protagonista é um livreiro.


Um romance encantador recomendadíssimo para quem quer viajar nas páginas de um livro pelas charmosas  ruas de Paris, entrar em uma livraria e celebrar o encontro com uma xícara de café!


Abraços Literários e até a próxima.


segunda-feira, 25 de julho de 2016

Inspira Estante #21

                                                                                   



Essa é a coluna daqueles que são apaixonados por estantes, principalmente se estiverem abarrotadas de livros.

                                                                             



                                                                              



É um móvel super versátil, que se adapta a qualquer lugar da casa suprindo as necessidades literárias e ainda mantém os livros pertinho e organizados.

                                                                              



                                                                                 



Vamos postar fotos de algumas estantes lindas de se ver, outras interessantíssimas, algumas diferentonas, outras fofas, algumas pequeninas, outras grandonas e tb aquelas que nem  parecem estantes.

                                                                              


Nesse mês de julho, aproveitando as férias para uma pequena organização e começar o segundo semestre super animados, que tal repensar o conceito e abraçar a ecologia usando produtos que podem e devem ser reaproveitados?????

                                                                                



Nosso Top 10 traz opções bacanérrimas e todas com um Q maiúsculo de sustentabilidade!

                                



Tem caixote de madeira de feira, berço que vc não usa mais, dois modelos fofurosos com escadas, pallets , sapateira de tecido, cadeira e puff e uma simplesinha com ripas de madeira, linda de viver e de ser ver rsrsrsrs.

                                    


                                                                                 



E aí, entre essas que apresentamos, qual a sua estante favorita ??????


Abraços Literários e até a próxima!


quarta-feira, 20 de julho de 2016

Jornal Poético: Diversos Versos, Inversos e Reversos #26

                                                                                 



Este espaço, intitulado Jornal Poético: Diversos Versos, Inversos e Reversos,  foi criado, porque as poesias, os poemas, as rimas, os cordéis, prosa e verso  não podem ficar restritos a um sarau ou uma sala de aula;  devem estar ao nosso alcance sempre.
Com a leitura podemos, encontrar e descobrir mundos que existem dentro de nós mesmos.
É  por isso que convidamos você, hoje, 20 de julho, a embarcar com a gente nesse lindo poema de Vinicius de Moraes.

Feliz Dia do Amigo <3!



Soneto do amigo

Enfim, depois de tanto erro passado
Tantas retaliações, tanto perigo
Eis que ressurge noutro o velho amigo
Nunca perdido, sempre reencontrado.

É bom sentá-lo novamente ao lado
Com olhos que contêm o olhar antigo
Sempre comigo um pouco atribulado
E como sempre singular comigo.

Um bicho igual a mim, simples e humano
Sabendo se mover e comover
E a disfarçar com o meu próprio engano.

O amigo: um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica...

Vinicius de Moraes



Cada uma de nós, à sua maneira, extrai da vida a poesia que nos cabe.



Beijos poéticos, enormes e abraços literários.


sábado, 16 de julho de 2016

Café Craft: Caminha de Moletom para Pets-

                                                                               


Todo mundo tem em casa um moletom velhinho, esquecido lá no fundo do armário não é mesmo?
Fazer caminhas para cães pequenos e gatitos é um excelente destino para o moletom antiguinho.
Fofurosa, quentinha e aconchegante é assim que pode ficar a sua caminha para pets.
E que tal abraçar a ideia de fazer uma caminha super charmosa e doar para um abrigo de animaizinhos abandonados ????
Bora arregaçar as mangas e mãos a obra ??????

O passo a passo retirei  do site dicas peludas, super fofis que vcs conferem aqui.

 Para fazer uma caminha, vc precisa de:
- 1 moletom
-  linha de costura e agulha ou máquina de costurar
- alfinetes para marcação
- espuma picada ou fibra de enchimento ou retalho de tecido para preencher ou ainda uma pequena  
  almofada.   


1º Passo-
- Vire o moletom do avesso
- Junte as bordas da gola e costure



2º Passo
- Desvire o moletom para o lado direito
- abra como um T


3º Passo-
- marque com alfinete uma linha de uma axila a outra
- costure dividindo a peça



4º Passo-
- coloque as mangas ao longo do corpo do moletom.
- alfinete e costure prendendo a lateral até próximo ao punho, dos 2 lados

5º Passo-
- pegue o enchimento escolhido e preencha todo o espaço vazio dos braços e da   
  “barriga” do moletom, até ficar bem fofinho



6º Passo-
-  sobreponha os punhos e alfinete ao corpo do moletom dando formato circular
- Costure e feche bem



7º Passo-
- Use a barra excedente para dar o acabamento sobre os punhos



Essas camas são de iniciativa da Paws With A Cause   que as divulgam com o intuito de incentivar as pessoas a fazerem as caminhas com seus velhos moletons e voluntariamente doar a abrigos.
Que tal  fazer parte desta corrente do bem ????

                                                                                



Abraços Literários e até a próxima.


terça-feira, 12 de julho de 2016

A Arte das Capas # 26

                                                                                   


A capa de livro é a identidade visual de uma obra literária.
Uma nobre embalagem, que desperta os sentidos, desejos, sonhos, emoções e tem muita história para contar.

                                                                            


                                                                               



A Arte das Capas é a coluna em que mostramos  livros e suas capas.
Bacana pra que vocês conheçam novos livros e novas capas também, já que temos  certeza que muita gente, assim como nós, adora capas de livros!

                                                                                   


                                                                                  



Nesse mês de julho vamos fazer uma postagem um tiquinho diferente.
Escolhemos algumas das capas mais bacanas de uma de nossas revistas favoritas.

                                                                                


                                                                                 


Vida Simples, uma revista sobre estilo de vida, sociedades melhores e relações mais éticas.

                                                                                     


                                                                                  


Quem é apaixonado por organização pessoal, produtividade com qualidade e que gosta de linha editorial com mais simplicidade, vai gostar muito do formato.
                                                                               



Observação- Esse post não é um publieditorial.

E ai pessoal,  desse top 10 qual capa VCS  elegem como a preferida ????

Abraços Literários e até a próxima.


sexta-feira, 8 de julho de 2016

Cine Clube #23: Procurando Dory

                                                                                   


Procurando Nemo foi um dos principais filmes produzidos pela parceria dos estúdios Disney e a Pixar. Sua estreia arrecadou quase dez vezes mais que seu custo, ocupando até hoje seu lugar dentre as dez animações mais rentáveis do cinema mundial.
No filme uma personagem muito carismática roubou a cena: Dory. A peixinha agradou tanto ao público que a Disney/Pixar decidiu dedicar um filme inteirinho a ela.
Foram 13 anos de espera e nos Estados Unidos, o filme arrecadou U$135,2 milhões no primeiro final de semana de exibição se tornando a maior estreia de todos os tempos.

Finalmente chegou o super aguardado filme "Procurando Dory”  nas telonas brasileiras!

                                                                                 


E começa com auuuunnnsss  do público, mostrando Dory ainda bebê sendo orientada por seus pais a informar seu problema de esquecimento.
Por isso diz a todos: “Oi, meu nome é Dory. Sofro de perda de memória recente”.
Em uma dessas cenas ela brincando de esconde-esconde com os pais, tem de contar até dez enquanto eles se escondem, mas, quando chega ao número quatro, ela se esquece do que estava fazendo e dispara: “Areiaaaaa ... eu gosto de areia. Areia é macia”.
O mote principal do filme é exatamente esse, as tentativas de  Dory lembrar que esqueceu de seus pais e que os procura desde quando era pequena e se perdeu deles.
A pequena pergunta para todos os peixes que encontra se eles podem ajudá-la a encontrar os pais até que sua memória não consegue mais se lembrar de que está em busca de algo. 
O encontro desajeitado dela com Marlin no primeiro filme é mostrada de uma forma nostálgica, e a partir daí, após um ano do esbarrão, é a vez de Marlin e Nemo ajudarem Dory na missão de encontrar os pais da peixinha.
Referências de Procurando Nemo, como era de se esperar, aparecem em algumas cenas, como o professor arraia, as tartarugas viajantes, o "baleiês" e a origem da música "continue a nadar”.

                                                                                 


O filme conta com vários flashbacks que mostram cada etapa da recuperação de suas lembranças.
São muitas as piadas e os personagens, assim como no filme antecessor são muito bem construídos.
O longa ainda apresenta novos personagens marcantes, como Hank, o polvo briguento que esconde alguns truques nos tentáculos que vão encantar os espectadores; Destiny, a tubarão baleia míope e a beluga  Bailey, que está convencida de que possui uma deficiência em seu sonar biológico.
A  história repleta de aventura e lições  de autoconhecimento mostra a evolução da nossa queridinha que amadurece  a cada conquista que realiza durante o filme, e que com a ajuda de suas amizades e da lembrança de seus pais passa a confiar em si mesma e notamos um avanço em sua memória de médio a longo prazo.
O filme  não difere muito da original, nesse tudo é visto pela perspectiva da peixinha,
dessa vez invertendo os papéis da trama inicial, fazendo com que Dory – antes coadjuvante em uma trama estrelada por Marlin e Nemo – conquistasse o papel de protagonista.
Visualmente pouca coisa foi modificada. Os minutos iniciais do longa são  para apresentar parte do filme e introduzir dentro do universo da animação os novos espectadores.
Se no primeiro ela era a responsável pela parte cômica aqui ela continua com seu jeito descontraído e engraçado.
As cenas de ações se tornaram mais escassas e os diálogos mais longos, voltados aos problemas de memória de Dory ou casos familiares, porém costurado com momentos de comédia se torna agradável.
A produção e fotografia de "Procurando Dory”  impressionam, se o primeiro já era bem trabalhado em 2003, contudo, essa continuação possui cenas quase reais, o filme se mostra intensamente visual, com paisagens submarinas de tirar o fôlego e uma descrição do fundo do mar exemplar.
A trilha sonora super casa com a trama, trazendo intensidade para algumas cenas e emoção para outras na medida exata.
Uma experiência sensacional,  e como disse a Dory:  inesquecível.

É uma animação para os adultos.
Claro que as crianças irão gostar de Procurando Dory, mas o grande investimento da Disney foi a nostalgia e essa só os que assistiram Nemo anos atrás sentirão.
O roteiro funciona, mesmo os mais insensíveis dificilmente conseguirão resistir a bebê Dory.
Divertido, reafirma os valores da amizade e perseverança de 13 anos atrás e como todo filme da Pixar traz algumas surpresas no cenário.
Uma overdose de fofurice que agrada a toda família.

Vale lembrar no final do filme aos filhos, sobrinhos, afilhados, netos e a si mesmo da importância da proteção ambiental e conservação do meio ambiente.


Recomendadíssimo.

Abraços Literários e até a próxima.


segunda-feira, 4 de julho de 2016

Os Dez Mandamentos- Nova Temporada- Último Capítulo

                                                                                 
 

Os Dez Mandamentos- Nova Temporada termina hoje com mensagem otimista e sequência pronta.
Um dos personagens mais fortes da teledramaturgia recente, Moisés, interpretado por Guilherme Winter, despede-se na noite de hoje das telinhas, com a exibição do último capítulo.
Depois de libertar os hebreus da escravidão dos egípcios, abrir o Mar Vermelho para seu povo passar no meio das águas e caminhar por quarenta anos no deserto em busca da Terra Prometida, ele sai de cena.
Moisés já centenário começa a nova trama, “A Terra Prometida”, que estreia amanhã, já morto, mas não sem antes passar para Josué, vivido pelo ator Sidney Sampaio, lindas mensagens para que ele possa usar a sabedoria transmitida por ele para guiar o povo ao seu destino, além, claro, do conhecimento de Deus.
A saga rendeu bons frutos como um filme nas telonas, capas de revistas e um musical no Teatro Procópio Ferreira.
A segunda temporada foi curta e deu uma continuidade ágil à trama evitando que o público lembrasse mais do excesso do que da qualidade da primeira temporada.
Os personagens foram bem construídos e alguns criaram empatia com o público, com destaque para Joana (Rayanne Morais), Leila (Juliana Didone), Adira (Rayana Carvalho) e Betânia (Marcela Barrozo).
Já programada desde o término da primeira- no fim do último capítulo, apareceu a palavra “continua”, não foi uma mera ponte para “A Terra Prometida”, que dá sequência à caminhada dos hebreus.
Apesar da tarefa de apresentar alguns dos novos personagens, teve personalidade. Foram poucos capítulos (67) e, dessa vez não houve tanta expectativa com os efeitos especiais ou apenas uma determinada cena, como naturalmente foi com a abertura do Mar Vermelho.
O episódio da abertura da terra foi o ápice, mas a novela não girou em torno dele.
O último capítulo deve certamente manter o espírito de fé e esperança que uma história bíblica geralmente tem inserida em um momento histórico e geográfico no cenário mundial de determinada época.
Moisés perseverou e conseguiu libertar os hebreus de um tempo de escravidão e sofrimento. 
É essa mensagem que vai ficar.


Abraços Literários e até a próxima.



sexta-feira, 1 de julho de 2016

Outlet de Livros: Bazar de Férias-

                                                                                



Nós do Café com Leitura na Rede entramos em clima de Férias de Meio de Ano.
Esse ano o frio chegou pra valer!
Que tal dar uma renovada na estante, preparar uma boa xícara de café para acompanhar a leitura e aproveitar esse friozinho?
No mês de julho  vcs  podem comprar por preços imperdíveis livros bacanérrimos na nossa lojinha virtual, aqui.
Disponibilizamos livros novos, seminovos, manuseados, raros e fora de catálogo.
A disponibilidade de cada titulo pode alterar-se a qualquer momento.

                                                                   
                                                                               



Mês 07- Top 07 - 07 dias da semana - 07 sucessos literários - R$7,00 cada livro (+ frete).
Nossos preços são um incentivo para você começar a ler e não parar mais.
A cada dia você terá 01 livro diferente disponibilizado pelo preço de R$7,00 cada (+ frete).
Pesquise e compare.

Obs.: Os livros do "Top 7”  só serão vendidos por e-mail ou WhatsApp.
Solicite informações sobre o livro desejado para o e-mail: cafecomleituranarede.site@gmail.com
ou  WhatsApp: (11)8069-2273
Acompanhe o Top 7, economize muito e leia bastante!


O hábito da leitura é uma das melhores maneiras para obtermos informação, companhia, lazer e cultura.
Mergulhar nas páginas de um livro é descobrir tesouros antigos e também abrir as portas para novas conquistas.
Ler é viajar no tempo. Viaje para onde sua imaginação quiser.
Ler é  viver. Quem lê, voa mais alto, vai mais longe e vive melhor.
Ler faz bem para a saúde, para a mente e para o coração.


Aguardamos vcs com carinho e com um atendimento que vai encantar nossos clientes-parceiros.
Confiram!

Abraços Literários.