Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



terça-feira, 25 de agosto de 2015

Caneca Literária #24: O Clube de Leitura de Jane Austen

                                                                                    


A Caneca Literária de hoje é para VCS que assim como nós amam os livros, as adaptações cinematográficas e são loucos por Jane Austen!

                                                                               


O clube de leitura de Jane Austen  é um filme de 2007 e traz no elenco Kathy Baker, Maria Bello, Marc Blucas, Emily Blunt, Amy Brennemann, Hugh Dancy, Jimmy Smits e Maggie Grace

Bernadette (Kathy Baker) foi casada 6 vezes e hoje vive sozinha. Jocelyn (Maria Bello) jamais se casou e está em depressão devido à morte de Pridey, seu cachorro. Sylvia (Amy Brenneman) é casada com Daniel (Jimmy Smits) e tem 3 filhos, mas sua vida está abalada pelo fato de que o marido está apaixonado por outra mulher. Allegra (Maggie Grace), filha de Sylvia e Daniel, é uma jovem gay que decide voltar para casa para servir de suporte à mãe, devido aos problemas em seu casamento. Prudie (Emily Blunt) é uma jovem professora de francês de colegial, que casou-se recentemente com Dean (Marc Blucas) e teve que cancelar uma aguardada viagem para Paris devido a um problema nos negócios. Grigg (Hugh Dancy) é um técnico nerd, que gosta de participar de convenções de ficção científica. Um dia Bernadette sugere a criação do clube do livro "Sempre Austen o Tempo Todo", dedicado aos livros da escritora Jane Austen, alegando que ela é perfeita para curar os males do mundo. Jocelyn, Allegra, Prudie, Sylvia e Grigg aceitam fazer parte dele, o que faz com que todo mês o grupo se reúna para discutir um dos livros da escritora. Com o tempo eles se abrem sobre suas vidas, percebendo as mudanças neles ocorridas.

Amei esse filme!
E nesse mês em que comemoramos nosso 3º aniversário ele ganha status de Caneca Literária.
Não seria exagero  afirmar que esse livro tem uma grande parcela de responsabilidade na criação do blog,
Sempre achei super encantador um clube de leitura
E o filme que tem uma pegada super literal, surpreende pela forma como, ao ler os livros, os personagens fazem uma relação com os acontecimentos em suas vidas, mostrando como os livros são atemporais, e que certos problemas nunca mudam. 
Os atores são ótimos e os personagens muito bem construídos.
Cada um tem a sua própria história e a partir do clube do qual fazem parte, e baseado nos seis livros que a autora escreveu, conseguem um desfecho mais do que satisfatório.
Um filme sobre pessoas que amam livros e da importância deles em suas vidas.

                                                                                 


 O livro no qual o filme foi baseado tem uma narrativa leve e bem divertida.

                                                                                


                                                                                

A história se passa na Califórnia, onde seis pessoas – Jocelyn, Sylvia, Allegra, Prudie, Bernadette, cinco mulheres de meia-idade e Grigg (o único homem e jovem do grupo) – iniciam um clube de leitura das obras de Jane Austen.
Durante seis meses o grupo lê seis romances de Jane Austen: Orgulho e Preconceito, Razão e Sensibilidade, Emma, Mansfield Park, A Abadia de Northanger e Persuasão. Ao longo desse tempo acompanhamos as reuniões do clube  e como a leitura das obras se entrelaça com a vida pessoal de cada um dos personagens.
O livro é dividido em seis partes que levam os nomes dos meses e das obras a serem lidas durante cada mês. Em cada uma dessas partes um dos personagens fica mais em evidência do que os outros e, enquanto acompanhamos o andamento da leitura da obra e as posteriores discussões na reunião do clube, o narrador insere características dos personagens, apresentando o seu passado e dando um panorama da personalidade de cada um.
Assim, vemos a maneira com que cada um deles lida com Jane Austen e com os outros membros do clube.
A narrativa é  feita na terceira pessoa do singular nos momentos dedicados à história dos personagens, mas, ao abordar as reuniões do clube muda para a terceira pessoa do plural.
O narrador diz “nós nos sentamos para discutir Orgulho e Preconceito”, mas não se identifica como nenhuma das seis personagens. Nesses momentos não apenas acompanhamos a discussão, mas nos sentimos parte dela também.
 Não é coincidência termos seis personagens lendo seis romances de Jane Austen – cada um deles relaciona-se a uma obra da autora:
Jocelyn – Emma
Sylvia – Persuasão
Allegra – Razão e Sensibilidade
Prudie – Mansfield Park
Bernadette – Orgulho e Preconceito
Grigg – A Abadia de Northanger

VC vai amar esse livro de escrita fluída e descomplicada, narrativa diferente, personagens encantadores com os quais há uma identificação quase que imediata, tão reais e humanos que se parecem com qualquer pessoa que conhecemos.
A autora Karen Joy Fowler capta nuances do comportamento humano sem estereótipos e nos presenteia com uma história sobre relacionamentos e sobre como nossa personalidade influencia nossas leituras e vice-versa.
Perfeito para viciados em livros como nós!
Imperdível, super recomendado!

Abraços Literários e até a próxima.


Nenhum comentário:

Postar um comentário