Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



sábado, 10 de setembro de 2016

Cine Clube #24: Brooklyn

                                                                             
    

Sinopse- Brooklyn é a história de Eilis, uma jovem mulher que se muda de uma pequena cidade da Irlanda para o Brooklyn, em Nova York, lugar no qual ela se esforça para construir uma nova vida, encontrar trabalho e seu primeiro amor. Quando uma tragédia familiar a leva de volta à Irlanda, ela vive um dilema terrível - uma escolha de partir o coração entre dois homens e dois países.

Brookyn, com direção de John Crowley e roteiro de Colm Tóibin e Nick Hornby,  foi um dos filmes que concorreu ao Oscar desse ano nas categorias de melhor filme, melhor atriz e melhor roteiro adaptado, e não levou nenhum.
Não é um filme de ação, suspense nem romance.
Sim, é importante que se diga que não é sobre um triângulo amoroso, como foi vendido na sinopse, é sobre a imigração em massa  que houve de países europeus para os EUA no fim da Segunda Guerra.
Ambientado na década de cinquenta, conta a história de Eilis Lacey, uma jovem irlandesa que mora com a mãe e a irmã em uma pequena vila onde todos se conhecem e que se muda para o Brooklyn depois que sua irmã, Rose, consegue uma oportunidade de emprego para ela nos Estados Unidos, já que na Irlanda a garota não possuía nenhuma perspectiva de trabalho no pós guerra.
Na época, uma viagem de navio da Irlanda para NY não foi fácil para nossa protagonista despreparada, inexperiente, mas plena de esperança em dias melhores.
Eilis é uma jovem sensível, apegada à família, ao seu país e a sua cultura.
É notável, no início do filme, como a mudança para outro país a afeta não somente por conta da saudade que sente da mãe e da irmã, mas também por se deparar com uma cultura que, à princípio, parece tão diferente da sua, apenas por ser, de fato, distinta. Saindo de seu pequeno “ovo” e entrando em um novo “mundo” ela se sente sozinha compartilhando apenas com a irmã por meio de cartas seu dia a dia.
A personagem, interpretada por Saoirse Ronan, inicialmente porta-se de maneira diferente das outras jovens da pensão onde vai morar, não usa maquiagem como as outras e suas roupas não estão à altura do padrão estadunidense.
Mas o tempo, ah o tempo, ele sempre é remédio para tudo, dizem que o espaço de tempo, cuida de colocar em primeiro plano as prioridades, se isso não for uma redundância.
O medo do desconhecido e a saudade de casa vão diminuindo a medida que Eilis se adapta aos poucos ao trabalho em uma loja de departamentos, começa um curso na universidade local, estabelece laços de amizade com as outras garotas na pensão, começa a freqüentar festas e conhece Tony Fiorello, um filho de imigrantes italianos.
A partir de então sua cultura irlandesa se mescla à cultura do local onde está morando.
É quando acontece uma grande reviravolta.
Eilis precisa voltar à Irlanda  e a diferença da pessoa que saiu e voltou é perceptível na maneira como ela se apresenta entre definir-se como irlandesa que mora nos EUA ou moradora dos EUA que retorna a terra natal, entre ser definida como irlandesa ou estadunidense, Eilis não deixou de ser  para se tornar, ela agrega valores e se torna a melhor versão de si mesma, não perdeu o que levou da Irlanda para apenas ganhar nos Estados Unidos, ela passou a ser um misto de ambos.
A história é baseada no romance irlandês escrito por Colm Tóibín.
É um filme sensível sobre uma jovem que vai morar em outro país e tem que se adaptar uma nova realidade e definir, onde está de fato o lugar para chamar de lar num mosaico de retratos de tantos imigrantes.

Recomendado se vc gosta de filmes com magnífica produção, figurino e ambientações impecáveis, uma belíssima reconstituição de época e excelente fotografia com coloração aconchegante e caprichada.


Abraços Literários e até a próxima.



25 comentários:

  1. Que pena não ter ganhado nenhum Oscar, parece um belo trabalho! Vou conferir!

    Beijos!

    EsmaltadasdaPatyDomingues

    ResponderExcluir
  2. Oi Luli!
    Hoje estou passando bem rapidinho só p/deixar bjss e desejar um belo FDS p/vcs. Estou tendo problema com a internet e só agora consegui entrar. Bjsss amiga

    ResponderExcluir
  3. oi Luli, essa capa é linda, lembra um pouco o filme titanic, adorei a resenha, bjus e bom domingo.

    ResponderExcluir
  4. Olá esse livro deve ser muito bom.
    Um abraço!
    http://www.receitasfaceisrapidasesaborosas.pt/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Luli!

    Seria maravilhoso se fossem taxas mais baratinhas, né?!

    Ainda não tive a oportunidade de ver esse filme. Parece ser diferente, já que não se encaixa com ação, suspense ou romance! Seria então um drama? Fiquei curiosa!

    Ótimo domingo!

    Beijo! ^^

    ResponderExcluir
  6. NOssa, parece ser muuito interessante esse filme... obrigada pela indicação amôura !

    Beijo e boa semana !

    | O Blog Que Não é Blog |

    | Instagram: @aquelenaoblog |

    | Julinha e os Vídeos - Canal no Youtube |

    ResponderExcluir
  7. Esse filme parece ser ótimo. Gosto dessas produções que são caprichosas, que não pecam nos efeitos e figurino. Parece que a gente se transporta pra lá, né?

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
  8. A década de 50 é uma ótima época para ambientação de um filme. Imigração também é um assunto bem interessante, entrou na minha lista!Tenha um dia abençoado, beijos.

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Gosto tanto de tudo o que é de época, tem assim outro brilho!!
    Beijinho
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  10. Oiiee, não conhecia esse filme!
    Fiquei curiosa, vou procurar para assistir <3

    Beijos, boa semana!
    http://www.blahoestraich.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Luli!
    Já que vc trouxe o prato inteiro de rabanada, eu trouxe então o café p/gente prosear por aqui mesmo. kkk
    Bjssss amiga e uma semana de sucesso e abençoada p/vcs

    ResponderExcluir
  12. Luli o filme é maravilhoso, é uma boa história, gosto de filmes de época, Luli excelente sugestão de filme, Luli bjs.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Luli,
    Esse filme deve ser super interessante mesmo.
    A intenção do post foi dar dicas para quem um dia quer ir à Beauty Fair.
    Big Beijos
    Lulu on the sky

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Também adorei o filme, o final me deu o maior aperto no coração sobre o que ela decidiria. Adorei.
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - Participe do nosso SORTEIO do DIA DO HOBBIT

    ResponderExcluir
  15. Oi, Luli!

    É um drama diferenciado então! Prefiro desse jeito! hehehe!

    Aquele demaquilante é mara. E prático! Posso dizer que foi uma boa compra!

    Ótima quarta!

    Beijo! ^^

    ResponderExcluir
  16. Parece ser um filme bem do meu agrado :) Marcado para ver no inverno, com uma mantinha :)
    Beijinhos...
    Blog: Guloso qb

    ResponderExcluir
  17. Esse filme deve ser maravilhoso, obrigado pela visita volte sempre.
    Blog:https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDAR

    ResponderExcluir
  18. Oi querida! Como já comentei aqui, passando pra dizer que tem postagem nova lá. Tenha um dia abençoado, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi Luli!
    Já deixei alguns comentários aqui, mas é que eu gosto tanto das prosas que a gente tem aqui nesse cantinho que voltei p/uma nova kkkk
    Faltou mesmo foi o cafezinho né? kkkkk
    Bjsss amiga

    ResponderExcluir
  20. Oiii Luli! Primeiro tenho que dizer uma coisa: suas resenhas são maravilhosas *--* vão ser minhas metas agora kkkk amei <3 eu não conhecia esse filme e já estou interessadíssima. Eu amo os anos 50, a moda e os carros dessa época são mara *-* gostei do enredo e achei legal essa temática de imigrantes, é só ruim o fato de que nem sempre o que vem na sinopse é verdade né!? Vou salvar aqui pra assistir, e depois te conto o que achei :)

    *Beijokas -Hellen Barros

    www.apenasgiz.com.br

    ResponderExcluir
  21. Eu nunca tinha visto uma resenha de filme sua! Estou estudando resenha crítica e reparo muito nisso,mas a sua está ótima 😄 e Luli, eu estou pirando para conseguir assisti-lo, as vezes um drama é bom haha.
    E te dei o selo dardos, se quiser conferir!
    Milhões de beijos!
    www.simplesmentecriativa.com.br

    ResponderExcluir
  22. fala de imigração, mas eu achei meio superficial na verdade. e achei muito bonito como a gerente aparentemente severa chama o padre para ajudar a irlandesa tristonha. e a teia de apoio que ela recebe. muito bonito. apoio que a europa esqueceu e hj fecha as portas para tantas pessoas em sofrimento. é bonito, mas não amei tanto assim. achei um pouco superficial e simplista. obrigada por me avisar do post. beijos, pedrita

    ResponderExcluir