Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



sábado, 29 de dezembro de 2012

As Aventuras de Pi-


                                                                            


Novo filme do cineasta Ang Lee conta a história de um menino que escapa de um naufrágio ao lado de um tigre.

“As Aventuras de PI”, que estreou nos cinemas brasileiros, tem uma história que pode atrair crianças por seu aspecto fantasioso. A vida do indiano PI Patel (interpretado ao longo da história por quatro atores) é, de fato, extraordinária. Mas o diretor taiwanês Ang Lee consegue se aprofundar e dar ao enredo uma carga dramática a que os pequenos possivelmente não estejam acostumados.
As Aventuras de PI, que compete apenas com “O HObbit – Uma Jornada Inesperada” como o filme com os efeitos visuais mais bonitos do ano, além do espetáculo visual, apresenta uma história tocante, cheia de metáforas e espaços para diferentes interpretações.
O longa começa de forma tranqüila e realista com PI adulto, filho do dono de um zoológico conversando amigavelmente  com um escritor que parece bem interessado no que ele tem para contar – seria algo que o faria acreditar em Deus. Depois de se conhecer as peripécias da infância e adolescência do homem, o público fica sabendo que o personagem se mudaria da Índia para o Canadá com a sua família e os animais do zoológico.
PI é um garoto indiano muito inteligente e com forte lado espiritual. Sua família é dona de um zoológico na Índia, ma, quando seu pai recebe uma proposta de emprego no Canadá, eles decidem se mudar. Assim, precisam fechar o zoológico e levar todos os animais em um navio  para serem vendidos.
Tudo se transforma quando, em uma tempestade, o navio, que transportava todos pelo Pacífico, afunda. PI se vê em um bote no meio do Pacífico, na companhia de um tigre de bengala com o curioso nome de Richard Parker. Sozinho, a não ser pelo majestoso animal, o adolescente precisa encontrar uma maneira de sobreviver.
Vegetariano e com profundo amor pelos animais, PI já teria um problema sério em se alimentar nessa situação, mas tudo piora porque o tigre começa a ficar faminto e a coisa mais próxima de comida a milhares de quilômetros é o próprio PI.
Sem coragem para matar o animal, mas arriscando sua vida se o mantiver vivo, PI precisa descobrir um modo de conviver pacificamente com Richard Parker no oceano. O que vemos então é uma relação de respeito e uma demonstração de engenhosidade do garoto.
Apesar de a aventura estar mais para uma odisséia, ela ganha contornos oníricos e lúdicos graças aos efeitos especiais. As cenas que fundem o mar aberto e o céu são verdadeiros espetáculos. Um deleite para os olhos.
Espiritual sem ser moralista ou pedante, o filme passa uma mensagem de amor e aceitação.
O diretor acerta também a índia de uma maneira respeitosa, longe dos estereótipos hollywoodianos.

A história de PI é baseada no Best-seller do canadense Yann Martel, intitulado “Life of PI” (“Vida de PI”, em português), lançado em 2001.
A história de convivência entre PI e o tigre tem sido usado como forma de alertar sobre a extinção do animal.
“As Aventuras de PI” tem tido boa repercussão pelo mundo. A primeira notícia positiva para o longa foram as três indicações ao Globo de Ouro, que ocorrerá em 13 de janeiro de 2013, em Los Angeles, nas categorias melhor filme de drama, melhor diretor e melhor trilha sonora original. Além da nomeação – importante, pois dá início à temporada do Oscar -, o filme já ganhou outros 11 prêmios e teve 25 indicações.
A história e a grandiosidade da produção chamaram a atenção dos críticos americanos de publicações como “The Wall Street Journal”. O veículo chama Ang Lee de diretor visionário e ainda elogia o ator indiano e novato Suraj Sharma. O rapaz dá vida a PI, aos 17 anos, durante o período do naufrágio.
Para completar, a produção já entrou para a lista dos 250 filmes mais bem cotados pelos usuários do site Internet Movie Data Base, em 234º lugar. A seleção é liderada por “Um Sonho de Liberdade”(1994) e por “O Poderoso Chefão” (1972).



Esse é um exemplo maravilhoso de filme baseado em Best-seller.
O que VCS acham das adaptações de livros para as telonas ??????
Qual seu livro/filme preferido  nesse sentido ?????
Escreva para nós contando.
Esperamos por VCS aqui no nosso Café com leitura na rede.

Abraços literários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário