Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



terça-feira, 14 de janeiro de 2014

O Chamado Selvagem de Jack London-

                                                                                



O Chamado Selvagem de Jack London (gênero ficção, clássico) lançado em 1903 é considerado a obra-prima de London e um de seus principais trabalhos, tendo emocionado milhões de pessoas em todo o mundo contando a jornada do cão Buck,  que é raptado de seu confortável lar e levado para o Yukon durante a corrida do ouro no século 19.
Emocione-se e aventure-se com Buck nessa incrível jornada

Como não se emocionar lendo as aventuras de Buck ???
Um incrível cão doméstico e mestiço, filho de um São Bernardo e uma Pastor Alemão.  Ele  vive em uma grande casa com toda mordomia e ali  reina absoluto, querido por todos.  Só que essa tranqüilidade termina quando Buck é raptado por um dos empregados da casa e levado para Yucon, na época da famosa corrida do ouro dos EUA.
Tem início uma grande jornada onde Buck sofre uma todo tipo de provações e maus-tratos até que chegar as mãos de François e Perrault, garimpeiros que vivem uma vida selvagem. Buck  retorna a suas origens voltando a sentir  seus instintos.  Sem paz nem segurança ali a vida é de muito risco e perigo de morte. Todos os cães são selvagens e só conheciam a lei dos castigos físicos e das presas. Buck aprende a se manter vivo e aprende a cada dia  mais sobre sua nova vida. 

"Não era difícil para ele aprender a lutar, cortando, rasgando e mordendo rapidamente como os lobos, pois assim lutaram os seus antepassados já esquecidos. Eram eles que despertavam a velha vida dentro de si, e os velhos truques que eles imprimiram na hereditariedade da raça eram os seus.”

Puxar trenós na neve pela floresta é uma prova de fogo de aceitação e sobrevivência  e a sua resistência impressiona a todos que estão a sua volta.
Segue sua jornada por infindáveis quilômetros enfrentando obstáculos que o deixam cada vez mais forte e lhe conferindo a posição de líder.
Uma das partes memoráveis desta história é quando Buck é salvo por John Thornton que traz novamente o amor ao seu coração. 

"Buck tinha seu jeito de expressar o seu amor que quase machucava: frequentemente, abocanhava a mão de Thornton, e a apertava tão ferozmente, que deixava a marca de suas presas mesmo durante algum tempo depois. E, como Buck entendia as pragas como palavras de amor, assim também o homem entendia essa falsa mordida como uma carícia.”

Aventuram-se pelas vastidões geladas do Yukon esperando encontrar ouro e ficarem ricos. 
O autor situa a realidade da vida de um cachorro durante a corrida de ouro no século 19 com maestria.
São amigos inseparáveis e Buck daria a sua vida para salvá-lo. Muitas coisas acontecem mostrando sempre o amor e fidelidade de Buck para com Thornton. 
O seu espírito selvagem está cada vez mais aguçado e enquanto o seu dono segue as explorações no rio ele se embrenha na floresta de onde vem o chamado, o uivo  que lhe é tão familiar. Encontra-se com um lobo cinzento e se torna seu amigo.  Passa as noites na floresta em busca dos sinais que o chamam, se aprimora na caça desafiando os perigos e aprendendo a sobreviver nesse mundo selvagem.
O Chamado Selvagem é considerado a obra-prima de Jack London.
É um livro fininho, de leitura fácil, fluída, envolvente e cativante como o próprio protagonista.
VC torce, se envolve, sente empatia pelos sentimentos  e deseja fortemente que Buck consiga superar as dificuldades e seja feliz.
Esse talvez tenha sido o primeiro livro que li, há muito tempo atrás,  e certamente um dos responsáveis pela minha grande paixão pelos livros.
Recomendadíssimo!


Abraços Literários e até a próxima.


2 comentários:

  1. Ler o post foi reviver as emoções de qd li pela primeira vez, há muitoo tempo atrás, e põe tempo nisso =D
    Um clássico para todas as idades.
    : *

    ResponderExcluir
  2. Oi Jerônimo!
    Tb revivi as emoções de qd li pela primeira vez, há mtoooooooo tempo atrás rsrs
    Bjss

    ResponderExcluir