Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Série Millenium-

                                                                                


Os homens que não amavam as mulheres

Primeiro volume de trilogia cult de mistério que se tornou fenômeno mundial de vendas, “Os homens que não amavam as mulheres” traz uma dupla irresistível de protagonistas-detetives: o jornalista Mikael Blomkvist e a genial e perturbada hacker Lisbeth Salander.
Juntos eles desvelam uma trama verdadeiramente escabrosa envolvendo a elite sueca num enigma a portas fechadas. Transcorre na circunvizinhança de uma ilha, em 1966, onde Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, o acesso à ilha havia sido fechado e lá se encontravam ela e diversos membros da família. O patriarca do clã está convencido de que foi um Vanger que a matou. Quarenta anos depois ele contrata o jornalista Mikael Blomkvist para conduzir uma investigação particular. Com a ajuda de Lisbeth Salander, que tem uma mente infatigável para busca de dados ele logo percebe uma trilha de segredos e perversidades de antes do desaparecimento até muito tempo depois, até o momento desconfortavelmente presente.

                                                                               
                                                                               


A menina que brincava com fogo

Nada é o que parece ser nas histórias de Larsson. A própria Lisbeth parece uma garota frágil, mas é uma mulher determinada, ardilosa, perita tanto nas artimanhas da ciberpirataria quanto nas táticas do pugilismo, que sabe atacar com precisão quando se vê acuada. Mikael Blomkvist pode parecer apenas um jornalista em busca de um furo, mas no fundo é um investigador obstinado em desenterrar os crimes obscuros da sociedade sueca, sejam os cometidos por repórteres sensacionalistas, sejam os praticados por magistrados corruptos ou ainda aqueles perpetrados por lobos em pele de cordeiro. Um destes, o tutor de Lisbeth, foi morto a tiros. Na mesma noite, contudo, dois cordeiros também foram assassinados: um jornalista e uma criminologista que estavam prestes a denunciar uma rede de tráfico de mulheres. A arma usada nos crimes - um Colt 45 Magnum - não só foi a mesma como nela foram encontradas as impressões digitais de Lisbeth. Procurada por triplo homicídio, a moça desaparece. Mikael sabe que ela apenas está esperando o momento certo para provar que não é culpada e fazer justiça a seu modo. Mas ele também sabe que precisa encontrá-la o mais rapidamente possível, pois mesmo uma jovem tão talentosa pode deparar-se com inimigos muito mais formidáveis - e que, se a polícia ou os bandidos a acharem primeiro, o resultado pode ser funesto, para ambos os lados.
A menina que brincava com fogo segue as regras clássicas dos melhores thrillers, aplicando-as a elementos contemporâneos, como as novas tecnologias e os ícones da cultura pop. O resultado é um romance ao mesmo tempo movimentado e sangrento, intrigante e impossível de ser deixado de lado.

                                                                                 


A rainha do castelo de ar

Mikael Blomkvist está furioso. Furioso com o serviço secreto russo, que, para proteger um assassino, internou Lisbeth Salander - na época com apenas doze anos - num hospital psiquiátrico e depois deu um jeito de declará-la incapaz. Furioso com a polícia que agora quer indiciar Lisbeth por uma série de crimes que ela não cometeu. Furioso com a imprensa, que se compraz em pintar a moça como uma psicopata e lésbica satânica. Furioso com a promotoria pública, que pretende pedir que ela seja internada de novo, desta vez - ao que parece - para sempre.
Enquanto Lisbeth recupera-se, num hospital, de ferimentos que quase lhe tiraram a vida, Mikael procura conduzir uma investigação paralela que prove a inocência de sua amiga. Mas a jovem não fica parada, e muito mais do que uma chance para defender-se, ela quer uma oportunidade para dar o troco. Com a ajuda de Mikael, Lisbeth está muito perto de desmantelar um plano sórdido que durante anos articulou nos subterrâneos do Estado sueco, um complô em cujo centro está o pai dela, um perigoso espião russo que ela já tentou matar. Duas vezes.



A garota na teia de aranha

Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist estão de volta na aguardada e eletrizante continuação da série Millennium. Neste thriller explosivo, a genial hacker Lisbeth Salander e o jornalista Mikael Blomkvist precisam juntar forças para enfrentar uma nova e terrível ameaça. É tarde da noite e Blomkvist recebe o telefonema de uma fonte confiável, dizendo que tem informações vitais aos Estados Unidos. A fonte está em contato com uma jovem e brilhante hacker - uma hacker parecida com alguém que Blomkvist conhece. As implicações são assombrosas. Blomkvist, que precisa desesperadamente de um furo para a revista Millennium, pede ajuda a Lisbeth. Ela, como sempre, tem objetivos próprios.
Em A garota na teia de aranha, a dupla que já arrebatou mais de 80 milhões de leitores em Os homens que não amavam as mulheres, A menina que brincava com fogo e A rainha do castelo de ar se encontra de novo neste thriller extraordinário e imensamente atual.

Apesar de ser uma continuação da ex-trilogia e agora série Millenium, a obra foi assinada por outro escritor, David Lagercrantz, onze anos após a morte do criador de Mikael e Lisbeth.
David Lagercrantz, nascido na Suécia, em 1962, repórter policial, romancista e biógrafo premiado foi escolhido pelo pai e irmão de Stieg Larsson para continuar as aventuras de  Salander e Bloomkvist.
David criou a história do zero, pois não havia mais nenhum manuscrito.
Levando isso em consideração eu gostei sim da história.
Achei o contexto interessantíssimo!
Eu li muitas resenhas dizendo que Salander e Bloomkvist não são os mesmos, oras bolas pipocas carameladas, a história começa seis anos após o fim do caso Zala. Em seis anos muitas coisas acontecem e as pessoas mudam. Estranho seria se não mudassem, se não amadurecessem e se não amarrassem algumas pontas soltas no 3º volume.
É claro que a narrativa é diferente. O autor é outro e sinceramente nada a ver comparar o trabalho de uma pessoa com outra né non????
Se uma mesma história é ouvida ou lida por duas pessoas diferentes, teremos duas maneiras diferentes de vivenciá-la.
Não é um Larsson, mas certamente Lagercrantz foi muito corajoso em aceitar um trabalho tão desafiador como dar continuidade a uma das obras mais amadas dos últimos tempos.
E siiiiiim, conseguiu realizar a obra sem perder a qualidade de Larsson.
Ele explorou os traços marcantes dos protagonistas como se a tivesse criado, escreveu uma narrativa detalhada, assim como Larsson e se o leitor não souber da troca de escritores, provavelmente nem perceberá que foi outra pessoa quem continuou a história.
Recomendadíssimo.

Abraços Literários e até a próxima.


14 comentários:

  1. Oi Luli, saudades de passar pelo seu cantinho! Amei os livros que você selecionou, todos possuem uma história bem envolvente. ♥

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  2. eu só vi o filme, na versao ameriana e AMEI, sempre quis ler a trilogia, nem sabia que tinha um quarto livro

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. Oi Luli!
    Que bela seleção você nos trouxe. Já fervilhando de desejo para iniciar a leitura
    Beijos e uma linda semana

    ResponderExcluir
  4. Olá Luli, não conhecia esta selecção! Parece ser muito interessante!
    Beijinho
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Dessa vez vou ter que ir de uni-duni-tê (acho que é assim que escreve kkk) o escolhido foi você! kkk
    Gostei de todos!
    Acho que a vassoura está funcionando pq dessa vez a prosa foi só com almoço, não teve marmitinha kkk
    Bjsss amiga e uma semana super maravilhosa p/vcs

    ResponderExcluir
  6. Uaaau, histórias super envolventes, que nos seguram na leitura até o fim... gostei!
    Beijinhos ❤
    Blog Ale Canofre
    YouTube

    ResponderExcluir
  7. Só conhecia o primeiro, mas não sabia sobre o que era. Achei todos mt interessantes, o tipo de história que gosto de ler.

    Beijos/Xoxo.

    Anete Oliveira
    Blog Coisitas e Coisinhas
    Fan Page Coisitas e Coisinhas
    Instagram

    ResponderExcluir
  8. Dicas maravilhosas amei os livros, tenha uma semana maravilhosa, obrigado pela visita.
    Blog:https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  9. Luli que livros fantásticos que vc trouxe pra gente, são títulos realmente muito bons pra se ler, fiquei interessada pelo primeiro livro Luli bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Luli!

    Sempre bom saber de lojas confiáveis, né?! ;)

    Só conhecia o primeiro volume dessa série! E não sabia dessa troca de autores. Conseguir dar continuidade assim não é nada fácil! Confesso que fiquei curiosa com a história, ainda mais você dizendo que achou o contexto interessantíssimo!

    Ótima segunda!

    Beijo! ^^

    ResponderExcluir
  11. Luli, minha linda!

    Só livros interessantes, fiquei curiosa com
    A menina que brincava com fogo, deve ser muito bom!

    Beijinhos no seu ♥, fique com Deus!

    ResponderExcluir
  12. eu não conhecia os outros livros... só tinha visto falar do primeiro! já quero ler! parecem ser histórias ótimas! :D

    xoxo
    Guria do Século Passado

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia essa série, que por sinal são ótimas indicações,
    Gostei mais de A garota na teia de aranha e a rainha do castelo de ar não sei se teria coragem de ler, não sou muito fã desse gênero.
    Bjocas, como sempre arrasando nos posts.

    ResponderExcluir