Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Armas na Mesa-

                                                                                


Sinopse: A história de Elizabeth Sloane (Jessica Chastain), poderosa estrategista política que arrisca sua carreira a fim de passar com sucesso uma emenda com leis de controle de armas mais rígidas.

Como vemos nos noticiários, os bastidores da política não devem nada à ficção, tanto que serviram de base para histórias como House of Cards.
Aqui o foco é o poder do lobby sobre os políticos e suas decisões, e até onde uma pessoa pode chegar por uma causa que acredita.
                                                                                          


O filme começa com Sloane em um tribunal e os flashbacks mostram como ela foi se sentar no banco dos réus.
O roteiro bem construído promove a ideia de um jogo viciante onde para vencer, a protagonista deve estar sempre um passo à frente.
Dirigido por John Madden somos apresentados ao esquema político americano já conhecido só que através da função pouco explorada do lobby.
Lobista é uma pessoa que representando um grupo exerce pressão sobre políticos e poderes públicos para, de alguma forma, levar o governo a beneficiar a empresa que representa, através de investimentos, financiamentos, alterações favoráveis dos regulamentos ou através de parcerias estratégicas.
Atualmente este sistema é ilegal no Brasil.”

Elizabeth Sloane (Jessica Chastain), uma das mais renomadas lobistas dos Estados Unidos é um dia abordada para apoiar a poderosa bancada do congresso americano para a aprovação de uma lei mais branda em relação à compra de armas. Rodolfo Schmidt (Mark Strong), chefe de uma outra agência de lobby, ao perceber que ela é contrária a essa lei a convida para trabalhar do lado oposto.
Ao entrar no “jogo”, utilizando suas “armas” profissionais e buscando realizar ambições pessoais ela começa a sofrer uma série de ameaças.
O filme tem uma pegada de enquadramento de câmeras, figurinos e atuações que remete aos filmes policiais.
A protagonista é uma mistura de personagens conhecidos das películas de agentes secretos, sem família, sem amigos, sem namorados e sem uma vida que não seja o trabalho.
Sloane é uma mulher inteligente, ambiciosa, manipuladora, estrategista, dura, sem sentimentos, sem laços, fria, mas não sociopata, com muitas camadas e nuances de sentimentos e conflitos internos que se deixam captar.
O cinema tem descoberto a força das protagonistas femininas, e Sloane é uma das mais fortes dos últimos tempos. Ela é uma personagem que suja as mãos para obter o que quer, quebra códigos éticos e morais, e de algum modo isto a torna ainda mais crível e real.
Com as no cenário político mundial, Armas na Mesa saiu com um timing perfeito, num roteiro que foge do maniqueísmo, sem mocinhos nem vilões, mostrando a imprevisibilidade de um jogo e uma personagem cheia de surpresas.
A construção narrativa explora de maneira inteligente o suspense e o transcorrer da trama é tão bem orquestrada e com tamanha habilidade que até o mais leigo do espectador fica a par da situação.
A obra nos mostra o lado obscuro da política norte-americana de forma ficcional (talvez nem tão exagerada) desde o conflito de interesses aos escândalos de corrupção fazendo refletir sobre ética e moral.
Um filme iminentemente político e ousado o suficiente para tocar em uma questão delicada, como o livre comércio de armas mostrando que o poder de decisão, mesmo em um estado democrático, pode ser manipulável por grupos de interesse como mídia, política, força econômica e opinião pública.
A história pessoal de Elizabeth Sloane é inspiradora e a atuação de Jessica Chastain retrata visceralmente uma mulher que ascendeu em um campo dominado por homens e que enfrenta adversários poderosos sem receios atuando como uma força da natureza e com todas as nuances de uma personagem complexa e ainda “humanizada”.
O ponto de vista feminino presente como pano de fundo, concentra em uma segunda camada ressignificados mais amplos e novos questionamentos.  

Com críticas contra a política americana atual e contra a violência, a cartada final de Sloane além de tudo é contra o Congressista/Senador Ron M. Sperling (John Lithgow), que recebeu propina para aceitar o caso de Miss Sloane.
Armas na Mesa é um filme atual e necessário!

Abraços Literários e até a próxima.



19 comentários:

  1. Luli, não conhecia esse filme, mas quero muito assisti-lo!
    Adoro filmes com essa temática, então assistirei sem dúvida!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  2. Luli ainda não tinha ouvido falar desse filme mas pela resenha o filme é ótimo, gostei muito da personagem ela é uma mulher forte, Luli bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Luli! Eu ainda não conhecia o filme e amei a indicação! Uma mulher forte como protagonista e críticas sociais são ótimos temas pra se abordar. Tenha um ótimo dia, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    http://paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Luli!

    É um produto bom. Mas não vi nada demais naquele óleo, sabe?! hahaha! ;)

    Nunca tinha ouvido falar desse filme. Gostei por ter essas questões políticas, que sem dúvida retratam boa parte da realidade! Mas o que realmente curti é que a protagonista é uma mulher. Na minha opinião isso dá um tom mais interessante para a história, já que, ainda mais nesse tema político, vemos muito mais a participação de homens.

    Ótima quarta!

    Beijo! ^^

    ResponderExcluir
  5. Oiiii Luli tudo bem?
    Feliz 2018 pra você, e que acontece várias e várias coisas super maravilhosas em sua vida <3
    Como ainda estou de férias (já esta no finalzinho) vou correndo procurar esse filme para assistir final de semana aqui em casa. Amando suas resenhas como sempre <3

    Beijos
    https://nadadecontodefadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Em primeiro lugar, amo a atriz, em segundo, adorei a sinopse! Vou assistir com certeza!

    maybeillgotohell.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Luli.
    Não conheço esse filme, mas, me parece muito legal. Esse mundo da política pode ser tentador lar alguns, como não é o meu caso, sou super por fora, hahaha. Anotei a dica!

    Beijoooo 💖

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o filme e já quero assistir! Amo esse tipo de história.

    Beijos/Kisses.

    Anete Oliveira
    Blog Coisitas e Coisinhas
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
  9. Quero muito vê esse filme porque sou apaixonada pela linda Jessica Chastain.
    Já vi o trailler.
    Pensei que se tratasse de vício no jogo de cartas.

    ResponderExcluir
  10. wow, parece ser ótimo!
    vou ver! minha meta pras férias é assistir um filme por dia! indica mais! hahaha

    xoxo
    Guria do Século Passado

    ResponderExcluir
  11. Olá Luli, ainda não tinha ouvido falar desse filme, gostei muito da sinopse e anotei a dica para assistir depois ^^

    bjus

    Ariadne ♥
    www.devoltaaoretro.com.br

    ResponderExcluir
  12. Hello, minha linda Luli!☕ ☕
    Gostei da resenha, apesar que o nosso país está passando
    pela crise política e muita disputa pelo poder, ainda
    tenho interesse de ver esse filme.

    Beijinhos no seu ♥

    ResponderExcluir
  13. Oi Luli, bn!
    Acho que no momento eu não veria o filme pq estou enojada de política. Lendo a sinopse eu até gostei, mas talvez p/ver em outra ocasião.
    Melhor mesmo é a gente prosear saboreando um bom picolé né não? KKKK
    Bjsssss amiga

    ResponderExcluir
  14. OIee minha flor! Não lembro se desejei, mas caso nao...um ótimo 2018 para voce cheio de luz, sucesso e livros!
    Ah...esse filme eu estou louca para ver. Simplesmente acho essa atriz poderosaaaaa nível 1000. Menina, eu com certeza iria adorar essa personagem forte e empoderada. Quero muito ver!
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  15. Uau, que resenha maravilhosa Luli. Ainda não conhecia o filme, mas já anotei a dica.

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Luli!
    Ainda não tinha visto nada sobre esse filme,mas achei a sinopse interessante.Gosto de filmes que abordem esse lado da política,principalmente se tratando da política americana que é sempre o foco mundial.
    Espero poder ver em breve!
    Beijos!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Parece ser um filme ótimo Luly, vou procurar, acredito que política americana seja rígida . Já vi esse nome sociopata, mas não sei o que é kkk, vou pesquisar bjocas.

    ResponderExcluir
  18. Parece ser ótimo! Boa dica!
    http://www.nossomosmoda.com/

    ResponderExcluir