Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



domingo, 31 de março de 2013

Feliz Páscoa-


                                                                                  


Os significados religiosos da Páscoa, tanto no significado judeu, a passagem da escravidão para a liberdade,  quanto no cristão, a ressurreição de Jesus Cristo,  esta data relaciona-se com a esperança de uma vida nova.
Os ovos de Páscoa, de chocolate ou enfeites, também estão neste contexto da fertilidade e da vida, assim como os coelhos que são símbolo de fertilidade.

Nós do Blog e Site Café com Leitura na Rede, desejamos a todos uma vida nova, recheada de doçura!

Feliz Páscoa Leitores(as)!





Chocolate de Joanne Harris



Nossa sugestão de leitura para hoje é também toda revestida da simbologia do recomeço.

Acompanhamos a chegada de Vianne Rocher e sua pequena filha Anouk ao vilarejo Lansquenet-sous-Tannes no último dia do Carnaval. O vilarejo poderia estar localizado em algum lugar no interior, até mesmo no sertão brasileiro ou uma cidade cenográfica, tamanha a proximidade dos personagens com o nosso imaginário, mas passa-se na França.
Em Lansquenet-sous-Tannes nos deparamos com personagens de uma província católica: o padre repressor, as fiéis carolas, a sofrida esposa silenciosa, a idosa atrevida, entre tantos outros. Porém, no decorrer da história, estes personagens vão se misturando a outros que chegaram ao vilarejo, como Vianne e Anouk e como os ciganos. E dessas misturas e encontros, vocês irão se reconhecer em alguns deles.
Vianne e sua filha chegam ao vilarejo e resolvem ficar, criar raízes, o que é algo bem novo para elas. Elas abrem na cidade uma casa de chocolate, ou melhor, Chocolaterie Artisanale “La Celeste Praline”.
Chocolate é um doce exagero. Croissants, florentines, pralines, amandines, éclairs, mendiants, waffles, pain d’épices, pain au chocolat, petits fours, nougatines, fondant de caramelo, maçapão de damasco, trufas ao rum branco, camafeus, panquecas, mamilos-de-Vênus, crème chantilly, mocha, chocolat espresso e chococcino. São tantos doces que o livro poderia ser avaliado como o catálogo da La Céleste Praline Chocolaterie Artisanale,  não fosse pela história saborosa.
 Vianne, sua filha e seus chocolates atuam como um sopro de mudança em Lansquenet. Na La Praline os moradores encontram além de chocolates um complemento para suas vidas duras e cinzentas. Personagens secundários, como Josephine Muscat, Michel Roux, Guillaume Duplessis e Armande Voizin, são todos tocados pela presença arrebatadora de Vianne, e fazem da La Praline uma espécie de consultório psicológico.
Aos poucos, mesmo a contragosto para alguns, os personagens vão se modificando com o poder do chocolate em suas vidas. E todas estas mudanças acontecerão em um período específico, a Quaresma, em que veremos o moralismo antagonizando com a liberdade de diversas maneiras, como a alegria, o aconchego e o desejo.
A todo instante somos levados por dualidades e sensações. Cores extravagantes se sobrepondo ao cinza, aromas de flores, amizade extinguindo preconceitos, o sabor do chocolate-quente e a magia do misticismo.
Talvez este livro não seja para todos, tenho a leve impressão de que alguns estranharão o ar poético, o ritmo lento e a doçura. O livro é um doce exagero, mas vale a pena (e como!).
Chocolate é um livro maravilhoso, capaz de criar água na boca através das suas descrições maravilhosas.
Os cheiros, as texturas, os sabores e as cores quase se sentem por entre as palavras deste livro esplêndido, que nos leva a provar um mundo completamente diferente.
A autora retrata vida de Vianne de forma sublime, expondo os seus medos, receios, sonhos e experiências de vida.
“Chocolate” é um livro que recomendo a todos os que gostem de uma história doce. Para mim este livro é apaixonante,  a prova que um bom romance não precisa de estórias megalomaníacas ou dramas arrebatadores.
Contemplativa, intimista e mística, a britânica Joanne Harris tem na vivacidade da sua obra seu principal triunfo. Todos os doces são saborosos, todos os personagens são reais, todos os dramas e mistérios são ritmados na velocidade exata.
Um livro imperdível, cuja  história nos prende a atenção e o interesse do início ao fim, as descrições fazem-nos imaginar como seriam as personagens e quase sentir os sabores e os aromas dos doces.
Só faltava as páginas serem de chocolate! É  um livro onde conseguimos  sentir o sabor e o cheiro de cada iguaria apenas pela descrição. Quem gosta de chocolate, vai certamente  ficar com vontade de  correr procurar uma loja qualquer,  e deleitar-se.  Aqui se descobre como conquistar corações e despertar paixões,  sem qualquer malícia! Aqui se aprende a ser versátil, a sorrir,  viver sem ter nada de especial,  dar e  partilhar, aquilo que todos procuramos- amar e ser amado sem condições ou limitações!
Esta é sem dúvida a melhor homenagem jamais feita a todos aqueles que adoram chocolate. Joanne Harris provou ser uma  profunda conhecedora de um universo tão vasto como o do chocolate. Para além de todo o tema deste magnífico livro, o que realmente importa, é o mundo de sensações que podemos experimentar.
Faz todo o sentido dizer que a autora conseguiu transportar para as folhas de papel o cheiro, o paladar, o sorriso, a lágrima, a dor, a raiva, a cor, a solidão, o medo, o doce, o amargo, a indiferença, a diferença, enfim, um conjunto de sentimentos que  misturados  poderiam de fato originar uma trufa de chocolate amargo, com recheio de nata e pimenta rosa! 
Mostra-nos a vida como ela deve ser!
Alegre, doce, com momentos bons e menos bons!
Divirtam-se com a leitura desta obra de arte.
Um livro “guloso” que exalta todos os sentidos e nos conta uma linda  história de amor e recomeço.
Em 2000 este livro foi adaptado para o cinema com direção de Lasse Hallström (Um Lugar Para Recomeçar) e tendo no elenco estrelas como Johnny Deep, Juliette Binoche, Judy Dench, e Alfred Molina. Foi indicado a cinco Oscar: melhor filme, melhor atriz, melhor atriz coadjuvante, melhor trilha sonora e melhor roteiro adaptado.


Beijos Doces.

Nenhum comentário:

Postar um comentário