Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



domingo, 14 de abril de 2013

Dia Internacional do Café-




Dia Internacional do Café
14 de Abril

Nós do Café com Leitura na Rede estamos em festa durante todo o mês de abril!
Como já postamos anteriormente este é o mês do livro e agora apresentamos a VCS mais essa saborosa coincidência! Em abril comemoramos também o dia internacional do café!
Aproveitamos esta data para um convite aos  leitores: Vamos nos deliciar com uma xícara quentinha de café, acompanhada de um bom livro e vamos aproveitar para saber mais sobre a bebida que nos aquece numa tarde fria como hoje ????????

                                                                                
                                                                                 
                                                                                 


Café é coisa brasileira. Determinou grandes momentos da nossa história, ditou políticas e comportamentos, é da nossa cultura. Nós não temos o hábito do chá das cinco, como os ingleses, mas é só chegar uma visita em casa, que corremos para fazer um café fresquinho, "passado na hora".
O produto conquistou o respeito da população. Revigorado, com novo marketing, ganhou novas versões para atingir consumidores mais exigentes: agora, você pode escolher se seu café é descafeinado, ou orgânico, ou liofilizado; granulado, solúvel, torrado e moído ou  torrado em grão.
História do café
A história do café é marcada por interessantes acasos e coincidências.
Sua origem é estimada em cerca de mil anos e está associada aos árabes, que primeiro cultivaram a fruta. A região de Kafa, no Oriente Médio, parece ser o berço do café, tendo inclusive emprestado seu nome à bebida.
Mas interessante mesmo são os primeiros registros acerca do café, nos quais podemos perceber como a observação dos animais inspira nosso cotidiano.
Tudo começou na Etiópia, quando um pastor percebeu que suas cabritas gostavam de comer certo fruto pequenino, vermelho e arredondado. Estas mesmas cabritas se mostravam mais espertas e resistentes depois de comê-lo.
Quando o pastor resolveu experimentar as frutas (esmagou-as com manteiga e fez uma pasta), conheceu os efeitos estimulantes do café. A versão bebida, porém, vem dos árabes.
Isto foi no século XV. Com o passar do tempo, o café seria não só saboreado, como estudado em seus efeitos estimulantes e revigorantes.
Através do comércio dos árabes com os europeus, o consumo do café foi se ampliando e, com as grandes navegações, chegou às Américas Central e do Sul.
O futuro do café é ser reduzido a pó. Nada mau para uma bebida tão apreciada! Desde seus tempos de frutinha vermelha, com aspecto de cereja, até ser torrado, moído e bebido, o café passa por várias peripécias.
Para ser um bom café, primeiro é necessário um bom clima: temperado. O relevo, se for montanhoso, é mais propício. Depois de plantado, esperam-se dois ou três anos para que o pé de café dê os frutos, que são colhidos geralmente nos meses de abril a junho.
A maneira de colher varia: há a colheita mecânica, também chamada colheita forçada, ou a manual, que pode ser do tipo derriça, com pano (catado), ou por varrição.
Então, os grãos são secos.
A próxima etapa é a retirada de cascas e impurezas. Depois, o café cru é classificado de acordo com o tipo de peneiras por onde passa. Depois desta classificação, o café é comercializado em sacas de 60 quilos.
O café que compramos costuma ser uma mistura de grãos, chamada de blend, que resulta no sabor que cada produto oferece. Feito o blend, ele é torrado. De acordo com a intensidade da torra, os grãos ganham aparência clara, média ou escura; perdem 20% do peso e dobram de tamanho.
A próxima etapa é a moagem, para então o café ser empacotado e levado ao consumidor.
Três ou quatro xícaras da bebida por dia, regularmente, podem aumentar a capacidade de atenção, concentração e de formação de memória em adultos e crianças. Além disso, tomar café diminui a incidência de apatia, desânimo e depressão.
Já o uso sem regularidade aumentaria a atenção apenas por um determinado período. Por isto, o professor recomenda um uso diário e moderado - bem mais eficiente do que uma eventual superdose, típica das vésperas de prova!
Para desfrutar dos efeitos benéficos para o aprendizado, recomenda-se beber o café pela manhã, na primeira hora após acordar. Com leite, os efeitos são os mesmos; o valor nutritivo é que aumenta. Por isto, café com leite é uma boa opção.
O café atuaria ainda sobre as áreas do cérebro que induzem ao desejo de superação, fazendo com que o humor fique mais bem equilibrado e evitando os sentimentos de depressão.

Tem gente que bebe café pelo simples prazer que ele proporciona. Outros fazem isso na tentativa de se manterem acordados ou para aumentar a concentração. Há também aqueles que não dão o almoço por encerrado sem antes saborear a bebida. Independente do momento do dia ou do objetivo pelo qual o cafezinho é consumido, o fato é que a grande maioria das pessoas não consegue viver sem ele.
Se é difícil abrir mão dele um dia sequer, no Dia Internacional do Café, comemorado hoje, nada é capaz de impedir que um coffee lover deguste pelo menos uma xícara bem coada da bebida. O momento também não poderia ser mais oportuno para saber mais sobre esse grão tão importante na nossa alimentação.
Para homenagear a bebida e mostrar por que ela é uma verdadeira paixão do nosso país, o blog vai postar algumas curiosidades sobre o nosso queridinho. Confira:

Por que o brasileiro bebe muito café?
A bebida faz parte do hábito dos brasileiros, sendo sinônimo de amabilidade e boas vindas. É consumida em vários momentos do dia: de manhã, para acordar, no meio da manhã como a refeição intermediária, após o almoço e no lanche da tarde.

Qual é o tipo de café preferido do brasileiro?
Ele tem preferência por cafés mais fortes, menos ácidos, mas quando o café é de alta qualidade, somos unânimes: gostamos de cafés encorpados e naturalmente doces, inclusive no caso de expressos.

Por que o costume de tomar café depois do almoço é tão forte?
Quando não tomamos no final do almoço temos a impressão de que está faltando algo, além disso ele auxilia na digestão.

O seu consumo tem alguma contra-indicação?
O consumo moderado de três xícaras por dia não tem contra-indicação, mas não é recomendado para quem tem arritmia ou pressão alta.

Quais as principais diferenças entre o café coado e o expresso?
No coado, usamos mais água do que no expresso, portanto é mais diluído. Já o expresso é mais concentrado porque usamos mais pó e menos água, a qual passa pelo pó sobre pressão, retirando todos os óleos essenciais.

Quais as dicas para preparar um bom café em casa?
- Guarde o pó de café na geladeira e o consuma até 15 dias
- Use água filtrada  e a aqueça até que fique suficientemente quente sem levantar fervura.
- Molhe e umedeça todo o pó de café e depois derrame a água lentamente até coar toda a bebida
- Deguste-o sempre fresco. Se precisar aquecê-lo, escalde xícaras e garrafas térmicas. (Escaldar é o mesmo que jogar água quente no recipiente, para manter o calor e não deixar esfriar o líquido).
- Adoce da maneira que achar mais conveniente, mas o ideal é experimentar o café antes para saber se vai precisar mesmo adoçá-lo ou quanto de açúcar ou adoçante será necessário colocar.
Experimente as opções de café torrado e moído, a vácuo torrado e moído e solúvel granulado.


Abraços literários e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário