Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



quarta-feira, 14 de maio de 2014

Os Assassinos do Cartão-Postal

                                                                               


Uma viagem para conhecer as mais belas cidades da Europa é o sonho de qualquer pessoa. Porém, o detetive da NYPD Jacob Kanon não está interessado nos pontos turísticos. Após receber a notícia do brutal assassinato de sua filha e namorado, mortos em Roma, Kanon viaja para o Velho Continente para tentar juntar pistas sobre o crime que mudou sua vida. E a onda de assassinatos está só começando: jovens casais são encontrados mortos em Paris, Copenhague, Frankfurt e Estocolmo. Os crimes parecem não estar conectados, com exceção de um cartão-postal enviado para o jornal local da cidade de cada nova vítima. Quando a repórter sueco Dessie Larsson recebe um postal, Kanon junta forças com a jornalista e partem para o novo destino para tentar capturar o serial killer.

“E você não tem ideia de por que o cartão-postal foi enviado para o seu endereço?”

Escrito a quatro mãos, por James Patterson, famoso por escrever tramas frenéticas para serem lidas em uma só noite e Liza Marklund, uma das precursoras do romance criminal social de tradição escandinava, o suspense “Os Assassinos do Cartão-Postal” virou febre nos Estados Unidos e tem a mesma perspectiva no Brasil.
O livro possui todos os ingredientes que prendem a atenção nas tradicionais séries de suspense lançadas pelo autor.
O enredo começa mostrando o modus operandi de um casal  que circula pela Europa atraindo e assassinando outros casais. A cada novo crime, eles estão em uma nova cidade, de um país diferente, em busca de apaixonados, assim como eles próprios se definem.
Antes de cada crime, enviam para a imprensa um cartão-postal da cidade onde estão, e, em seguida ao assassinato, enviam uma foto da cena do crime. E mesmo estando sempre tão expostos não se deixam capturar.
Do outro lado da história temos Jacob, um detetive de Nova York, que está na Europa à caça dos assassinos e não pretende desistir tão fácil. Sua filha e o namorado dela foram um dos casais vitimados, o que faz com que ele não descanse até pegar os criminosos.
No entanto a única pista que tem são os cartões-postais que os assassinos enviam para os jornais locais.
Quando Dessie, uma jornalista sueca, recebe o próximo cartão-postal, ela e Jacob precisam juntar forças para descobrir a identidade dos assassinos.
Estando, pela primeira vez, tão perto de esclarecer os crimes, Jacob tem agora a vantagem nas mãos.
Algumas situações não são exatamente originais (a perda pessoal e o desejo de fazer justiça com as próprias mãos, por exemplo) e os personagens algumas vezes parecem forçados, mas a trama de uma maneira geral é bem construída.
Com capítulos curtos, narrativa ágil, pontos de vista alternados (incluindo não apenas as investigações, mas também cenas dos próprios assassinos e seus crimes), e mistérios que prendem até o fim.
A revisão, diagramação e layout estão caprichados. A capa combina com a trama e o cenário remete a um cartão-postal.
Recomendado para quem é fã de literatura policial.


Abraços literários e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário