Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



sábado, 6 de setembro de 2014

A Filha da Minha Mãe e Eu-

                                                                       



Sinopse - A Filha da Minha Mãe e Eu – Maria Fernanda Guerreiro
Mesmo quem nos ama às vezes não consegue ver quem realmente somos.
Sensível e tão real a ponto de fazer você se sentir parte da família, A filha da minha mãe e eu conta a história do difícil relacionamento entre Helena e sua filha, Mariana. A história começa quando Mariana descobre que está grávida e se dá conta de que, antes de se tornar mãe, é preciso rever seu papel como filha, tentar compreender o de Helena e, principalmente, perdoar a ambas.
Inicia-se, então, uma revisão do passado – processo doloroso, mas revelador,  pautado por situações comoventes, personagens complexos e pequenas verdades que contêm a história de cada um contadas com sensibilidade tocante, que começam na infância e seguem pela vida afora, retratando a convivência da garota com a mãe Helena, o pai, Tito, e o irmão, Guga.
Um livro que fala com propriedade desse tema tão rico e tão delicado que é o relacionamento entre mãe e filhos.


Livro de qualidade editorial excelente, da parte gráfica à revisão e diagramação.
Apesar do tema central ser o relacionamento de Mariana, a filha e Helena, a mãe, toda a família está diretamente envolvida e influencia o rumo da história.
Os personagens e os acontecimentos são possíveis, por isso, causa rápida e fácil identificação com o leitor.
A narrativa é em primeira pessoa, contada pela filha e o ponto de partida é a descoberta da gravidez.
Refletindo sobre questões não resolvidas sobre seu passado com sua mãe, e principalmente consigo mesma: Antes de se tornar mãe é preciso rever seu papel de filha.
 Mariana não quer repetir o que considera erros que sua mãe cometeu com ela; ao mesmo tempo, analisa e assume que grande parte desses problemas foram direta ou indiretamente gerados ou ampliados por ela mesma e as armadilhas da vida.
Mariana nos apresenta sua família, suas origens, sua infância e adolescência.
Os bons e maus momentos da família são recordados com sentimento e simplicidade. . Assim como são dissecados com maestria e profundidade fatos pequenos porém relevantes.
A narrativa é bem dinâmica e nada rebuscada, porém é elegante.
Para quem pensa que o livro teria ficado mais interessante se a narrativa se alternasse entre mãe e filha, acreditem não ficaria.
“A filha da minha mãe e eu” tem seu título absolutamente apropriado e totalmente inserido no contexto.  A  autora escolheu com coerência a filha como narradora e ficou perfeito.
Os conflitos emocionam, mas não o suficiente fazer chorar e esse é outro ponto positivo da trama que faz refletir o relacionamento entre pais e filhos. Muitas vezes VC vai se pegar divagando sobre sua vida com seus pais, a vida de seus pais com seus avós, ou até mesmo de seus amigos com seus pais.
No caso da Mariana, a competição entre ela e seu irmão pela atenção dos pais é notável, assim como, contraditoriamente, a cumplicidade entre os dois.
Sem dúvida uma das partes mais evidentes é a competição entre mãe e filha, pela atenção do pai. Mariana é mais próxima do pai, com quem possui maiores afinidades e isso deixa Helena frustrada.
Mas o mote principal do livro é  que Mariana não compreende que não adianta tentar assumir o papel de mãe de sua mãe se mostrando autossuficiente.
Tanto emocionalmente como nas  decisões práticas de sua vida ela acaba errando por não pedir ajuda em momentos difíceis.
Bem interessante é termos  a versão da mãe através de suas atitudes, história de vida, e principalmente a transformação e evolução ao longo dos anos.
Helena é complexa, forte, imprevisível, dinâmica, corajosa, poderosa.
Uma personagem muito bem construída!
A autora aborda de forma natural e branda alguns temas bem atuais como drogas, aborto, homossexualismo e sexo, transformando o livro numa interessante e dinâmica leitura reflexiva para os mais jovens.
Sobre a narrativa  quando parecia tudo muito previsível no meio de conflitos familiares e psicológicos, a autora introduziu personagens secundários, que modificaram o rumo dos fatos e conferiu ação de forma especial.
Um livro reflexivo e  interessante. Ao mesmo tempo que é profundo, também é leve em  sua apresentação por meio de inúmeros diálogos, mostrando em sua simplicidade complexas entrelinhas sobre o relacionamento familiar.
Descubra como Mariana fez as pazes com sua própria história!

Um tema atemporal em uma recomendada boa leitura.



Abraços Literários.

2 comentários:

  1. Muito bacana sua forma de escrita, e simplicidade na mesma. Sucesso com o blog! Amei esta resenha.
    Um beijo.
    Paula, Poetisa & Literária

    ResponderExcluir
  2. Olá tudo bem?
    Que bom que gostou do post, eu adorei o livro, recomendo a leitura é bem bacana.
    Obrigada pela visita e pelo carinho.
    Beijos

    ResponderExcluir