Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



quarta-feira, 10 de junho de 2015

Iscas Vivas-

                                                                                



Com a sabedoria despretensiosa de quem nunca se leva muito a sério, mas sabe tocar a alma das coisas, Fabio Genovesi apresenta um romance inteligente e inspirador, que conquistou milhares de leitores quando lançado na Itália.  
O autor dá expressão a uma face autêntica da província italiana falando de ciclismo e de pescarias, de música e de amor, de esperanças e de desilusões, das mutilações externas e internas que cabem a cada um de nós. E com sua escrita ligeira, viva e palpitante, perfura a superfície da vida e atinge as profundezas como uma isca que mergulha na água escura e nos carrega consigo.
Um livro que ensina como lidar com as diferenças.
Fiorenzo não pode ser considerado um jovem de sorte. Vive em Muglione – no interior da Toscana diferente dos cartões-postais -  e aos catorze anos, perdeu a mão direita por culpa de um rojão e, embora tenha reagido com garra e criatividade, dedicando-se ao heavy metal com o entusiasmo típico da adolescência, logo descobriu que, na vida, o que falta conta muito mais do que aquilo que existe.
Tiziana tem 32 anos e, em comum com Fiorenzo, apenas a cidade natal, de onde fugiu para fazer mestrado no exterior, o que lhe abriu inúmeras possibilidades de trabalho. Mas ela tomou uma decisão inusitada: voltar para casa e colocar o próprio conhecimento a serviço da comunidade. Ao mesmo tempo, um complicado amor chega para abalar sua vida.
Por fim, temos Mirko, o Campeãozinho, o menino prodígio que o pai de Fiorenzo descobriu em uma estrada perdida do sul do país e levou para Muglione.
Mirko é um completo mistério, uma contradição viva: inteligente, mas ingênuo; potência imbatível no ciclismo, mas desengonçado e frágil no cotidiano; ídolo dos fãs de ciclismo e alvo predileto de seus cruéis colegas de escola.

Fiorenzo, Tiziana e Mirko.
Três mundos distintos que se encontram, por acaso, em um lugar desolado e improvável, três destinos que se cruzam  e dão vida a uma narrativa divertida, comovente e poética.

Genovesi descreve a realidade e os hábitos de uma pequena cidade, com ênfase nos sentimentos e mazelas dos personagens. Vale notar a forma como o autor delineia e prova que, apesar das aparências, todos os seres humanos, jovens, adultos ou idosos, têm problemas e os mantêm enclausurados dentro de si. E, segundo o próprio, é nesse momento que os instintos ficam mais à flor da pele e que todos acabam tomando as atitudes mais importantes de suas vidas.

Essa foi minha primeira experiência com um livro italiano e posso dizer que fiquei bastante impressionada com a fluidez da narrativa, quase que dá para ler de “uma sentada”, as descrições  não são cansativas e apesar do livro ter 448 páginas a  atenção se mantém até o final da leitura.
Só não gostei dos inúmeros palavrões que compõe  a parte narrada em primeira pessoa por Fiorenzo, apesar dele ser um adolescente de 19 anos, achei  exagerado. E a maneira como ele trata o Campeãozinho dá vontade de dar “uns cascudos”  nele.
Aliás Fiorenzo não foi um personagem do qual gostei de cara.
Por outro lado como não se emocionar, não se encantar e não torcer pelo querido Mirko?????
Um livro instigante e inspirador com uma maravilhosa capa emborrachada.
Recomendado.


Abraços Literários e até a próxima.


Nenhum comentário:

Postar um comentário