Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Sob a Redoma – Stephen King


                                                                                 


“Apurado e vigoroso desde o início.  Difícil de deixar de lado.” — New York Times

"Propulsivamente intrigante. Surpreendemente viciante.” — USA Today


Sinopse:
Em um dia como outro qualquer em Chester’s Mill, no Maine, a pequena cidade é subitamente isolada do resto do mundo por um campo de força invisível. Aviões explodem quando tentam atravessá-lo e pessoas trabalhando em cidades vizinhas são separadas de suas famílias. Ninguém consegue entender o que é esta barreira, de onde ela veio e quando — ou se — ela irá desaparecer.  Os moradores de Chester’s Mill percebem que terão de lutar por sua sobrevivência. Pessoas morrem, aparelhos eletrônicos entram em pane ao se aproximar da redoma e a situação fica ainda mais grave quando a cidade se vê exposta às graves consequências ecológicas da barreira. Para piorar a situação, James “Big Jim” Rennie, político dissimulado e um dos três membros do conselho executivo da cidade, usa a redoma como um meio de dominar a cidade.
Enquanto isso, o veterano da guerra do Iraque, Dale Barbara, é reincorporado ao serviço militar e promovido à posição de coronel. Big Jim, insatisfeito com a perda de autoridade que tal manobra poderia significar, encoraja um sentimento local de pânico para aumentar seu poder de influência. O veterano se une a um grupo de moradores para manter a situação sob controle e impedir que o caos se instaure. Junto a ele estão a proprietária do jornal local, uma enfermeira, uma vereadora e três crianças destemidas.  No entanto, Big Jim está disposto até a matar para continuar no poder, apoiado por seu filho, que guarda a sete chaves um segredo. Mas os efeitos da redoma e das manobras políticas de Jim Rennie não são as únicas preocupações dos habitantes. O isolamento expõe os medos e as ambições de cada um, até os sentimentos mais reprimidos. Assim, enquanto correm contra o pouco tempo que têm para descobrir a origem da redoma e uma forma de desfazê-la, ainda terão de combater a crueldade humana em sua forma mais primitiva.



Resenha:
Sob a Redoma é um livro extraordinário, com certeza um dos melhores que Stephen King escreveu. São mais de 900 deliciosas páginas de uma leitura estimulante e prazerosa. Definitivamente esta é uma história criada pelo  Stephen King dos velhos e bons tempos!!!
Em um belo dia de outono, a pequena cidade de Chester’s Mill no Maine é abruptamente isolada do mundo exterior por uma misteriosa barreira na qual nada atravessa, acidentes de carros e aeronaves causando mortes diversas e ferimentos graves são provas de que ela existe apesar de ser invisível. Uma grandiosa redoma que envolve toda a cidade.  Sua construção é desconhecida e várias são as teorias para o seu inexplicável aparecimento: Uma experiência secreta do governo? Terrorismo? Alienígenas? Ira Divina?
Essa é a premissa básica de “Sob A Redoma”, mas conforme a leitura se desenvolve o leitor pode ver que a redoma não é tão importante, quando as preocupações iniciais podem ter sugerido, mas sim o ocorre dentro dela.
Stephen King realmente entende o funcionamento das pequenas cidades, a união entre os moradores num sentimento profundo de patriotismo (É pequena a cidade e o time para o qual nós torcemos ...), a sua quase separação do mundo exterior, a difícil aceitação de estranhos e forasteiros e principalmente a concentração de poder em poucas mãos. Alguns habitantes de Chester’s Mill já viviam sob uma cúpula e a chegada de uma barreira real só fez acentuar esses sentimentos.
Não há um personagem central no livro, talvez quem faça as honras seja a própria cidade e seus habitantes em geral, mas sim uma onda transbordante de pessoas reais com suas histórias individuais lutando pela sua sobrevivência e pela de quem eles amam num microcosmo estranho onde àquele que ontem era seu conhecido vizinho hoje pode ser um assassino psicopata em potencial.  Há alguns que são mais desenvolvidos e tem seus medos e sonhos mais profundos revelados. Como Dale Barbarba, Barbie para os amigos, humilde e inteligente conquista a nossa confiança logo de cara; Big Jim Rennie veio para me mostrar que ainda existem bons "vilões" merecedores de ódio; Ollie um simples garotinho que possui uma determinação incrível e é claro Junior, um dos personagens mais odiosos e cativantes,  e toda a sua mudança ao longo da história é impressionante e surreal.
Ler Sob a Redoma é uma experiência única, indiferente ao tamanho, a história é rápida e sem partes desnecessárias. Apesar de todos os personagens e conflitos que ocorrem King não se reduz a muitos detalhes, há apenas o essencial para um bom entendimento. Uma comparação boa seria se imaginar viajando num carro de corrida com o próprio Stephen King ao volante. Sabemos que  ele dirige loucamente, mas a sensação é ótima. E ele não perde tempo, mal nos  sentamos e colocamos o cinto de segurança, já acelera desvairadamente nos tirando o fôlego com as imagens, ao mesmo tempo maravilhosas e grotescas, que passam rápido pelas janelas. Há momentos em que ele vai um pouco mais devagar, mas é só pra surpreender numa nova arrancada mais forte que a primeira, e quando nós, na inocência de leitores, achamos que já conhecemos o caminho, King  faz uma curva fechada e entra por uma trilha obscura que sobe uma montanha mais escura ainda. Lá ao longe enxergamos o vislumbre de uma luz que demarca o final, porém é algo pequeno e difícil de ter certeza porque ainda há muito caminho pela frente e, estamos sentados ao lado do mestre das surpresas. Essa é a magia do Stephen King ele sabe conduzir o leitor.
 A normalidade da tristeza e dos medos que dominam aqueles que estão presos sob a redoma é o mais insuportável porque é o mais crível. São tantas maneiras diferentes de encarar o acontecido que facilmente encontramos nossas ações transcritas no papel de outro personagem. “Sob a Redoma” agita o íntimo do leitor com sua profundidade e as complexas questões que são levantadas, toda a idealização de bem e mal é colocada em jogo, o que impera é o instinto de sobrevivência e a pergunta é:
- Até onde somos capazes de chegar, quais são os limites, numa situação dessas para sobreviver ??????

 Uma obra prima do mestre Stephen King de leitura obrigatória.



Abraços literários.

2 comentários:

  1. Oi, li e recomenro muito, embora o livro seja um "calhamaço", todas as novecentas e cinqüenta páginas têm sua razão de ser, pois revelam a trama magistral de King.
    Os personagens são um capítulo a parte. São muitos, mas bem construídos, vívidos. O livro não possui protagonista, visto que no desenvolver da estória alguns personagens ganham mais destaque que outros.
    Mesmo sendo conhecido pela alcunha de Mestre do Terror, Sob a Redoma não se encaixa exatamente neste gênero. A obra transcende a um gênero literário específico, visto que momentos de tensão e suspense são seguidos por cenas hilárias.
    Stephen King demonstrou com maestria sua habilidade como escritor e um profundo conhecimento do ser humano. Tenha certeza que ao ler sobre os dramas e desventuras dos habitantes de Chester Mill, você irá pensar que esta poderia ser sua cidade, e os personagens seus familiares, amigos e vizinhos.
    Encerro agradecendo pelo anime, vlw.

    ResponderExcluir
  2. Olá Jerônimo, tudo bem ?
    Adorei seu comentário sobre o livro, penso igualzinho VC, apesar das 900 páginas a leitura flui deliciosamente e os personagens são todos possíveis, quem não conhece algum deles, não é mesmo?
    Esse anime é bem bacana também gostei pra caramba.
    Bem-vindo ao nosso café!
    Obrigada pela visita e comentário, volte sempre.
    Beijos.

    ResponderExcluir