Queremos convidar você a fazer uma viagem, uma viagem mágica, por diversos países, culturas, hábitos, épocas, onde sua imaginação quiser e você se permitir...

Viajar pelas páginas de nossos livros, por vários gêneros, escritores anônimos e ilustradores e também os ilustres escritores: romances, aventuras, comédias, mistérios, épicos, auto-ajuda, poéticos, didáticos... toda leitura faz o ser humano conhecer, abranger, crescer...

Neste blog vamos divulgar, sugerir, incentivar, um espaço para interagir com você, que vai ser nosso seguidor ou dar apenas uma espiadinha, mas será sempre bem-vindo, como aquele amigo que senta para tomar um café e conversarmos sobre aquelas páginas de um livro que mais nos marcou, ou aquele que estamos lendo no momento, então fica aqui nosso convite, entre no nosso blog, tome um café, enquanto passeia pelos nossas postagens, interaja conosco sempre, estamos aqui na rede aguardando a sua chegada.


Abraços literários.


Aparecida




Vamos trocar idéias, opiniões, interagir?

Tem algum comentário ou sugestão para fazer?

Escreva para nós no e-mail: cafecomleituranarede@gmail.com


Loja Virtual

A loja virtual "Café com leitura na rede" está a todo vapor, e convidamos você a visitar nossa loja, lá lhe aguardam ótimos preços, opções para todos os gostos e um atendimento muito, muito especial e amigo.

Acesse agora mesmo:


Abraços


Equipe Café com Leitura na Rede.



quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Só os Animais Salvam-

                                                                                   


Sinopse: Nós, humanos, nos achamos o máximo. Mas o que temos feito com o nosso mundo?
"Só os Animais Salvam" é um livro que tenta responder a essa pergunta de maneira inusitada.
Cada um de seus contos é uma fábula moderna, narrada por um bicho diferente, vítima de uma de nossas incontáveis guerras. Em meio ao caos, os animais conseguem encontrar esperança e inspiração numa das atividades mais significativas que nossa espécie já criou: a literatura.
A autora Ceridwen Dovey, antropóloga Sul Africana, reúne fragmentos e personagens da obra de escritores imortais e nos faz sonhar o sonho dos inocentes.

                                                                                      


Só os Animais Salvam reúne dez fábulas narradas por animais distintos em diferentes momentos históricos contemporâneos.
Os contos se passam em diversos conflitos, como a Primeira e Segunda Guerra Mundial, a Guerra Fria, a Guerra do Iraque, a Guerra Civil de Moçambique ou a Guerra da Bósnia.
Os contos respeitam uma ordem cronológica tornando a leitura mais fácil
Em cada início de capítulo temos a espécie do animal, a data e o local onde foi morto e sua alma contando como isso aconteceu
Camelo, Gata, Chimpanzé, Cachorro, Mexilhão, Tartaruga, Elefante, Urso, Golfinho e Papagaio.
São animais que testemunham as decisões e as ações humanas de perto.
Interessante observar a guerra pelo ponto de vista desses animaizinhos pelos quais nos apegamos independente de sua espécie.
O livro nos proporciona uma reflexão angustiante sobre como a barbárie humana afeta direta e indiretamente espécies inocentes.
Com o objetivo de homenagear grandes nomes que escreveram sobre animais, a autora por vezes transcreve e parafraseia escritos famosos da literatura.
Thomas Man, Leon Tolstoi,, Virgínia Wolf, José Saramago, Franz Kafka e George Orwell quando ele escrevia o clássico “A Revolução dos Bichos”.
Um pensamento cruzou minha mente: por que os humanos escolhiam enxergar tantos animais nos arranjos das estrelas? Quem juntou os primeiros pontos? (Conto Alma de Tartaruga)”.
É difícil dizer quais contos gostei mais, são todos comoventes, mas alguns como Alma de Cachorro”, “Alma de Gata”, “Alma de Papagaio”  e “Alma de Tartaruga” me marcaram.
Todos os contos apresentam suas peculiaridades mostando que há mais do que as palavras deixam transparecer o que os torna especiais a sua maneira tendo em consenso a delicadeza com que descreve a pureza e a nobreza de sentimentos dos animais e o sabor amargo que fica ao final de cada conto quando percebemos que o “animal racional” é de longe o mais cruel deles.
Então nos pegamos questionando sobre a “racionalidade” humana.
Por que nos julgamos tão superiores aos animais?
Lendo o relato de qualquer guerra fica transparente que a ganância corrompe aos poucos a alma e que situações extremas, como a fome e o medo, despertam o pior dentro de nós.
A mensagem que fica é que precisamos parar de olhar para nós mesmos como o centro do universo, devemos exercitar a consciência e o respeito aos animais e reconhecer o amor incondicional, a fidelidade e fragilidade dos mesmos.

                                                                                      


O livro não é fofinho como podem deduzir, pessoalmente não recomendo para quem assim como eu é sensível no trato com os animais, chora até desidratar só de pensar no que eles passaram, para quem não gosta de acontecimentos históricos detalhados e naturalmente para quem não gosta de detalhes muito técnicos biologicamente falando sobre animalitos.
Mas sem dúvidas é um livro interessante, inusitado, singular e corajoso.

Abraços Literários e até a próxima.



17 comentários:

  1. Luli, pode não ser um livro fofo, mas que deve ser excelente, isso deve!
    Eu como amante e defensora dos animais, sei que preciso desse livro!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  2. Deve ser ótimo mesmo... mas faço da turminha que você descreveu ali no final do post kkkk.

    Prefiro nem chegar perto desse livro.

    Beijooo !

    | O Blog Que Não é Blog |

    | O Blog Que Não é Blog - Instagram |

    | Cores das Amigas - Instagram |

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí só agora que fui ver que comi uma palavra no comentário de ontem kkk.

      *faço PARTE da turminha...

      Beijo de novo !

      Excluir
  3. Achei que não seria um livro bom, depois de ler sua resenha fiquei curiosa, gostei muito :D
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ah Luli mandei um e-mail pra você, dê uma olhadinha :D

    ResponderExcluir
  5. Oi, Luli!

    Acredita que me falaram que aquela água termal do O Boticário vai sair de linha? Estou desesperada... Eu também ainda gosto muito de olhão marcado, só que na época que comentei eu passava lápis preto no estilo panda arrasador! hahaha! ;D

    Menina, não deduzi mesmo que esse livro fofinho e lindo era tão forte. Não sei se choraria, porque ando uma pedra! Mas sem dúvida que me interessei demais pela proposta das fábulas. O que adianta a nossa "racionalidade" com nossa tamanha estupidez?

    Ótima terça!

    Beijo! ^^

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida Luli!
    Esse é um livro que mexe com a consciência do homem.
    Quem não tem amor a vida e a natureza aí fica difícil.
    Até hoje os animais sofrem com as barbaridades dos homens.
    O livro deve ser angustiante mesmo, seres indefesos sendo mortos por seres malditos que não sabem raciocinarem e agem com maldade.
    Eu sou apaixonada pelo filme Mogli, aquele garotinho lindo vivendo na floresta com os animais, assisto mil vezes se preciso.

    Beijinhos no seu ♥ minha querida!
    Andréa

    ResponderExcluir
  7. Deve ser um livro ótimo, mas acho que eu iria desidratar tbm, viu? Eu choro vendo desenho animado, kkkk. E legal ter citação de outros autores, principalmente de A revolução dos bichos, pois de cara lembrei desse livro, que amei ler.

    Beijos.

    Anete Oliveira
    Blog Coisitas e Coisinhas
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
  8. Já me identifiquei com esse título, porque nos últimos tempos essa tem sido minha certeza. Essa história parece ser bem intensa! Amei seu post Luli. ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  9. Olá Luli, como está?

    Eu achei a capa e o livro em si fabuloso, mas como sou manteiga derretida creio que vou desidratar também. xD

    Um beijo,

    My Pure Style x My Instagram x My Facebook 

    ResponderExcluir
  10. Acho que não é o meu género de leitura, apesar de gostar de animais...
    Tou seguindo você, quer retribuir?
    xoxo

    marisascloset.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Luli!
    Sempre me interessei por esse livro mas não sabia que eram as almas dos animais contando as histórias, achei que eles estavam vivos!
    Parece ser um livro super comovente e com lições importantes. Pretendo ler em breve.
    Beijos!

    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
  12. Luli o livro é bem fofo, amo animais, sou uma pessoa muito sensível no trato com os animais, fiquei bastante curiosa pelo livro, bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi Luli, tudo bem? Esse livro foi uma leitura bem diferente do que eu esperava, realmente não é um fofura, teve alguns contos que foram um verdeiro tapa na cara rs mas eu gostei, achei bem impactante em alguns momentos!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  14. Oi Luli, sou do time das sensíveis, aqui em casa quando minha mãe vem me mostrar vídeos de maus tratos a animais, eu fico mal o dia todo. Mas parece ser um livro bem legal, a capa dele é maravilhosa!

    bjus

    Ari ♥
    www.devoltaaoretro.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Luli!
    Vi algumas resenhas bem negativas desse livro.Tanto é que tenho adiado comprar ele,pelo menos vou deixar passar esse boom inicial do lançamento.
    Essa proposta de fazer o leitor abrir a mente e se questionar,se desconstruir como o centro do universo é bem interessante,além de altamente reflexivo.
    Essa capa tá a coisa mais linda também.
    Espero dar uma chance em breve pra ele.
    Beijos!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Eu iria gostar muito de ler esse livro. Gostei muito de saber que a história é vista através dos olhos dos animais. Quero muito ler esses contos.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir